Há encontros de teatro desta sexta até domingo

0
693

O Teatro Amador de Pombal (TAP) promove a partir desta sexta-feira e até domingo (13 a 15) a décima edição do Encontro de Teatro, uma iniciativa com o objectivo de apresentar o trabalho artístico de grupos teatrais com quem tem o TAP tem vindo a desenvolver parcerias culturais.

A “Farsa do Juiz da Beira” sobre ao palco no domingo, às 16h00

Para esta edição, a “celebração será feita em família” e, nessa medida, foi convidada a companhia que, para além do TAP, mais vezes apresentou as suas criações no Encontro: a Ajidanha, de Idanha-a-Nova. O espetáculo que será levado a cena tem a particularidade de integrar no elenco o actor Gabriel Bonifácio, do Teatro Amador de Pombal.
No arranque, sexta-feira, às 21h30, o TAP repõe “quem mora n’ A MINHA CABEÇA”, estreado em Maio de 2022, que conta com as interpretações de Catarina Ribeiro, Kari Guergous e Pedro Almeida. No sábado, também às 21h30, Ajidanha apresenta “A Minha Família”, a partir do texto do escritor Uruguaio Carlos Liscano e com a encenação de Rui M. Silva. As personagens de “A Minha Família” vivem numa precariedade ridícula, numa sociedade que impõe a ideia de que tudo é negociável, que somos mercadoria num negócio onde outros lucram. A pergunta que permanece é: quanto vale a nossa existência?
Para encerrar, domingo, às 16h00, é novamente a vez do TAP subir ao palco para apresentar “Farsa do Juiz da Beira”, encenado por Miguel Sopas. A esperteza rústica deste juiz e o seu entendimento muito pessoal do mundo e da Justiça desiludiriam, talvez, os burocratas da Justiça que o queriam pôr à prova – mas não certamente os espectadores, que assistem, nestas audiências de farsa, a uma divertida demonstração do “mundo às avessas” característico das obras mais cómicas de Gil Vicente.
Todos os espetáculos acontecem no Teatro-Cine de Pombal e os bilhetes por sessão custam dois euros.
O Encontro de Teatro de Pombal é uma organização do TAP que conta com o apoio do Município e da Junta de Freguesia de Pombal.