Presidente da Junta de Almagreira agradece reconstrução ‘célere’ da ponte dos Reis

0
1448

Em cerca de 20 meses a Câmara de Pombal reconstruiu e reabriu ao trânsito a ponte sobre o rio Arunca no lugar dos Reis, que serve povoações das freguesias da Pelariga e Almagreira. Para assinalar a reabertura daquela infra-estrutura a autarquia realizou esta quinta-feira, 17 de Dezembro, uma “cerimónia simbólica”, na qual Fernando Matias, presidente da Junta de Freguesia de Almagreira, agradeceu a forma “célere, metódica e ágil” com que a Câmara resolveu o problema.

Em causa está a ponte que, em Fevereiro de 2014, ficou destruída em consequência das cheias. “Essencialmente o que aconteceu fez com que o tabuleiro da ponte deixasse de ter suporte” o que originou, na ocasião, a sua “interdição imediata”, disse o presidente da Câmara, adiantando que “não era uma matéria originalmente prevista, ela apareceu por força das circunstâncias da natureza, mas está resolvida”.

Agora, Fernando Matias considera que “é uma obra que é o espelho da segurança e da acessibilidade”, sublinhando a importância da mesma para as “acessibilidades inter-freguesias”. “Foi um problema que surgiu, pegou-se com determinação e está resolvido”, disse o presidente da Junta de Almagreira.

Diogo Mateus aproveitou a ocasião para realçar a cooperação entre o município e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a quem foi submetida uma candidatura ao Fundo de Protecção dos Recursos Hídricos para obter um financiamento de 85 por cento do valor da obra, que ronda os 337 mil euros. Uma candidatura que “ainda está em fase de apreciação”, mas que acredita na sua aprovação, referindo o facto de aquela intervenção ter sido visitada pelo presidente da APA e pelo então secretário de Estado do Ambiente, em Agosto passado, aquando da inauguração da Estação de Tratamento de Águas Residuais de Almagreira.

Por outro lado, o presidente da Câmara sublinhou o facto de aquela infra-estrutura se enquadrar no âmbito das intervenções efectuadas nas linhas de água, que “vão permitir que se identifiquem todos os proprietários dos terrenos confinantes”, mas também realizar “as limpezas, a desobstrução e a remoção das árvores que estão caídas” e, assim, “melhorar as condições de usufruição do espaço sob o ponto de vista do lazer, turístico e recreio”.

O autarca aproveitou, igualmente, para anunciar a realização de obras de recuperação da “ponte dos Lagares” naquela mesma freguesia de Almagreira, na sequência de um relatório elaborado pela Infraestruturas de Portugal (ex-Estradas de Portugal) e que se encontra em apreciação no Departamento das Obras Municipais.

ORLANDO CARDOSO (texto e foto)