“Por Pombal” quer criar espaços verdes e de lazer

0
2439
Amílcar malho quer candidatar-se
Amílcar Malho apresenta-se como candidato independente

Criar espaços verdes e lazer de forma a “melhorar a qualidade de vida dos pombalenses”, bem como criar uma “escola de saberes que permita a transmissão de conhecimento e de experiências entre gerações”, são algumas das prioridades da candidatura, protagonizada por Amílcar Malho, à Câmara de Pombal.
A candidatura, independente, “Amílcar Malho Por Pombal” será apresentada publicamente amanhã (sexta-feira), às 19 horas, no auditório da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal.

Amílcar malho quer candidatar-se "Por Pombal"
Amílcar Malho apresenta-se como candidato independente

Segundo o anunciado candidato, outra das prioridades passa por “atrair investimento para Pombal através de incentivos e rede de contactos” bem como “melhorar a formação” da Escola Tecnológica, Artística e Profissional (ETAP), “através de formadores com larga experiência profissional” e “criação de cursos de especialização em tecnologia pós 12º ano”.
Por outro lado, o independente pretende, ainda, lançar medidas de apoio aos mais necessitados, tais como “fome zero, desperdício zero, isolamento zero”. Promover a construção de uma Unidade de Cuidados Continuados, é outra das intenções.
Natural da freguesia de Abiul, Amílcar Barros Malho tem 51 anos de idade e reside actualmente em Lisboa. Depois de frequentar a Escola Secundária de Pombal, licenciou-se em Economia, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Detém uma Pós-Graduação em “Corporate Finance e Inovação Financeira”, uma outra em “Comércio Electrónico”, e especialização em Gestão de Recursos Humanos e da Formação.
Leccionou as disciplinas de Economia, Contabilidade e Matemática, durante quatro anos, e exerceu funções na Associação Comercial e de Serviços de Pombal, no âmbito do projecto de modernização do comércio, que “tinha como objectivo a revitalização comercial da zona histórica”, diz.
Desde 2002 dedica-se à “gestão de investimentos em mercados financeiros o que permite ter conhecimentos profundos sobre a economia nacional e internacional”, refere, adiantando que também tem alargado a sua “rede de contactos com investidores nacionais e internacionais”.

Partilhar
Artigo anteriorHarpa apresentou colecção Primavera/Verão com desfile
Próximo artigoSemana da Saúde incentiva a hábitos de vida saudáveis
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.