OPINIÃO | Missão (BEM) cumprida!

0
533

“A vida é um instante, mas as memórias uma constante”. Li esta frase há uns anos atrás, numa dedicatória de um livro – Sapiens, História Breve da Humanidade, de Yuval Noah Harari, que me fora oferecido por alguém que me é muito querido. Diria que é um livro de leitura obrigatória, como toda a sua obra, pela clareza, pelo brilhantismo de pensar e fazer pensar e, consequentemente, de acrescentar.
De facto, a vida é um instante para quem a vive, para quem lhe imprime alma, para quem a sente em cada pulsar, reunindo memórias que se eternizam no tempo.
Na verdade, a vida é feita de novas páginas, de novos capítulos, de novos livros, de ciclos, que nos permitem um novo pensar e um novo sentir no caminho da construção do Ser que somos.
A vida profissional muito contribui para essa construção, e se tivermos o privilégio de fazermos aquilo que nos faz feliz, então sentiremos o maior de todos os valores – a Gratidão.
E, desta vez, é “apenas” disso que vos escrevo, simplesmente, porque a escrita perdura no tempo! Nada mais do que isso!
Durante estes quase oito anos, ao serviço da Educação, no Município de Pombal, tive o privilégio de integrar e ver nascer o Programa Municipal de Potenciação do Sucesso Escolar, a primeira linha de atuação – a “bandeira” do Executivo que se instalava. Pombal demonstrou querer colocar o acento tónico naquilo que permite edificar uma civilização – a Educação. Uma ambição notável pela inerente grandiosidade.
Mas para fazer acontecer há que ter alguém de proximidade e na proximidade, e assim esteve a vereadora Ana Cabral. Nestes últimos quatro anos, tive o privilégio de ser conduzida pelas ideias, pelo conhecimento, pela competência, pela capacidade de comunicação e interação com todos, o que potenciou o rigor, a disciplina, a resiliência e o espírito de missão, a que nos habituou desde logo. Quando reconhecemos as nossas origens, quando sabemos onde estamos, para onde queremos ir, e, ao mesmo tempo, desenvolvemos sinergias várias com todos os intervenientes, conseguimos mais facilmente alcançar a meta a que nos propomos. E assim foi! A vereadora Ana Cabral, enquanto líder de equipa, encarou, e ajudou a encarar, cada dificuldade como uma etapa, e não como obstáculo, para a concretização de um propósito comum. De igual forma, atentou ao pensamento divergente, ouvindo todas as vozes, permitindo momentos de reflexão e discussão construtivos. Falou e agiu no plural, não na “primeira pessoa” do singular, contrariamente a tendências populistas, dignificando a atividade política.
Muito deixa feito (também) pela Educação do nosso concelho, em matéria de equidade e de inclusão. A Educação em Pombal estar-lhe-á, com toda a certeza, muito grata, por todo o trabalho que pensou, projetou, encetou e fez acontecer, ao longo destes anos.
No que a mim me diz respeito, a uma Mulher das ideias, de um brilhantismo intelectual notável, a uma Mulher do conhecimento, da competência, e, de igual forma, a uma Mulher dos afetos, desejo as maiores felicidades nos seus novos desafios!
Foi um enorme privilégio e um orgulho ter caminhado nesta grande jornada, que é a Educação, sob a orientação desta extraordinária Mulher – um instante que já é uma constante!

Ana Lúcia Ferreira
Socióloga

*artigo de opinião publicado na edição impressa de 16 de Setembro