Flávio Silva disputa concurso Chef Cozinheiro do Ano

0
211

Flávio Silva, natural da freguesia de Meirinhas, foi apurado, mais uma vez, para o concurso Chef Cozinheiro do Ano, o mais antigo concurso de chefes de cozinha em Portugal e que já vai na sua 31ª edição. Flávio Silva é actualmente o responsável pela cozinha do restaurante “O Buke”, do Villa Pampilhosa Hotel, na Pampilhosa da Serra.


O Chef, que nos últimos anos tem dedicado o seu trabalho a elevar a gastronomia da região Centro à alta cozinha, irá competir com 17 colegas de profissão nas fases regionais da competição organizada pela Inter Magazine e que tem como objectivo a valorização profissional dos cozinheiros em Portugal, podendo participar todos os profissionais de cozinha residentes no país, com mais de 25 anos ou mais de cinco anos de experiência profissional comprovada.
Além de formador de diversos cursos profissionais e licenciaturas, o Chef Flávio Silva criou um projecto pessoal – FS Bombons – no qual apresenta o chocolate harmonizado com produtos regionais como o mel, a flor de sal, e outros. É ainda embaixador da Loja de Sal, Rede de Aldeias de Xisto, Dulcis e OFFE – Organização Funcional de Feiras e Eventos.
De referir que Flávio Silva integrou a comitiva que acompanhou a Selecção Nacional de Futebol ao Mundial de 2018, na Rússia. Nos últimos meses também tem acompanhado a Selecção Sub-21.
Há um ano, o Chef foi convidado pela Junta de Freguesia de Meirinhas para dinamizar um “showcooking” no âmbito do Festival da Fava, tendo na ocasião desafiado a autarquia para lançar um bombom de chocolate de fava, para “marcar as pessoas com algo diferente e inesperado”.
Em reacção ao apuramento para a competição, Flávio Silva considera que “2020 anda completamente diferente para todos até para mim, mas mais um ano que mostro a valência da gastronomia do Interior e Centro” novamente no concurso Chef Cozinheiro do Ano 2020.
“O que poderei eu dizer depois de tudo o que têm acontecido este ano? Um enorme obrigado pelo reconhecimento ao trabalho realizado ao longo destes anos da minha carreira”, afirma numa mensagem publicada no seu perfil no Facebook, agradecendo “a todos os que acreditam e sabem o quanto tenho lutado”.
Flávio Silva terá de disputar agora o concurso regional do Centro. Os concorrentes que obtiveram a melhor pontuação em cada região são apurados para realizar as suas receitas, ao vivo perante o júri, numa escola do turismo de Portugal. Em cada concurso regional é nomeado um vencedor, 2ª e 3ª menções honrosas.
Posteriormente, os seis concorrentes mais bem classificados ao longo dos concursos e que passam à última fase do concurso, a final nacional, prevista para Janeiro de 2021.

Partilhar
Artigo anteriorMisericórdia da Redinha premiada pelo “Gulbenkian Cuida”
Próximo artigoPSD Pombal ‘mantém e reafirma a confiança política’ no executivo camarário
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.