Caixa Agrícola reúne em Assembleia-Geral no dia 30 de Março

0
613

Está marcada para dia 30 de Março (quarta-feira), pelas 16h00, a Assembleia-Geral Ordinária da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal, presidida por José Gomes Fernandes. A sessão, aberta a todos os associados, decorrerá no Edifício Dr. Orlando Cordeiro (Praça da República), sede da instituição bancária.
Da ordem de trabalhos fazem parte a apresentação, discussão e votação do Relatório de Gestão e das Contas da Caixa Agrícola, relativo ao exercício de 2021, e do relatório anual do Conselho Fiscal. Será igualmente apresentada, discutida e deliberada a proposta de aplicação de resultados.
Os trabalhos incluem, ainda, a apresentação, discussão e deliberação da proposta de apreciação geral sobre a administração e fiscalização da Caixa Agrícola, assim como apresentação, discussão e deliberação do relatório com os resultados da avaliação anual das políticas de remuneração praticadas na instituição. Em cima da mesa estará, de igual modo, a apresentação, discussão e deliberação sobre a Política de Remuneração dos Órgãos de Administração e de Fiscalização da Caixa Agrícola para 2022.

Aos associados que não possam estar presentes na sessão é dada a possibilidade de exercerem o seu direito de voto por correspondência, desde que solicitem atempadamente, por escrito, ao presidente da Mesa da Assembleia-Geral, os boletins correspondentes a cada ponto da ordem de trabalhos e a carta que os deverá capear.
Os estatutos da Caixa Agrícola permitem também o voto por representação, podendo qualquer associado votar por procuração, conquanto constitua como mandatário familiar seu, desde que maior de idade, ou outro associado, sendo que este só poderá representar um mandante.
A procuração deve ser outorgada em documento escrito, dele constando a identificação do mandante e a identificação do mandatário, pelo menos através dos seus nomes completos, números de identificação civil e respectivas moradas, data, hora e local da realização da assembleia e ponto ou pontos da ordem de trabalhos para a qual confere o mandato e, querendo, o respectivo sentido de voto.
A procuração deverá ainda ser datada e dirigida ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, com a assinatura do mandante reconhecida nos termos legais.