Pulse renova-se para oferecer mais área de treino, mais aulas e novos serviços

0
2699

É em tons de vermelho que o Pulse continua a vincar a sua identidade. Cinco anos depois de ter aberto as portas, a apenas três quilómetros da cidade de Pombal e a escassos metros da entrada do Parque Industrial Manuel da Mota, o Pulse renovou o espaço e deu as boas-vindas ao novo ano, no dia 13 deste mês, com um ‘refresh’ na imagem e com uma melhoria visível na organização dos 1.500m2 de área total, repartidos por dois pisos.
A grande mudança é desde logo visível no piso principal, na sala de treino, onde a área disponível aumentou significativamente (dispõe agora de 500m2), fruto de uma necessidade sentida, muito em particular com a crescente procura do serviço de personal trainer (PT). “Sentíamos que havia áreas de treino um pouco limitadas para trabalhar a esse nível”, explica Diamantino Lobo. Por outro lado, e na linha do crescimento sentido a todos os níveis, a remodelação incluiu, também, a criação de mais gabinetes técnicos, destinados a avaliações e consultas de nutrição. “Tínhamos um consultório, mas que não era suficiente. Agora, temos gabinetes para tudo e bem definidos”, acrescenta Fernanda Lobo. Ainda no piso principal, foi criada uma sala dedicada exclusivamente ao cycling, mas é também naquela zona de exercícios que está aquela que é outra das ‘coqueluches’ desta remodelação: uma estrutura em madeira, com um design exclusivo, da autoria da FRAMA Studio, a partir da qual são dadas pequenas aulas de grupo, ao longo do dia, com a duração de 15 minutos. Fernanda Lobo diz que o objectivo é criar “uma maior interacção” na sala de exercício, através do chamado “small group training”, e explica como funciona: “várias vezes ao dia vamos ter pequenas aulas de 15 minutos, em que a pessoa está a fazer o treino na sala de exercício, ou está no cardio, e pode interromper para fazer uma aula de abdominais, de bumbum, de glúteos ou de trx”, por exemplo. Para além de ser uma zona de treino funcional para aulas de grupo, Diamantino destaca a possibilidade de ali poderem ser realizados open days ou datas festivas. “É algo inovador”, sublinha o empresário, evidenciando a importância de “manter uma sala equilibrada e completa”, onde agora coexistem três vertentes: uma área dedicada ao cardio, uma de treino funcional e outra de força. Por outro lado, e porque também é preciso ‘mimar’ os sócios, “investimos em mais alguns equipamentos”, ainda que a ideia fosse retocar apenas a imagem, acrescenta o mesmo responsável.
Sobre as mudanças resultantes da intervenção, o casal de proprietários destaca, igualmente, a deslocação das aulas de grupo para o piso inferior, para uma sala até agora “subaproveitada”, bem como o alargamento da oferta a este nível. “Uma das tendências, na área do fitness, é que as pessoas têm pouco tempo para treinar. Atendendo a isso, melhorámos o nosso calendário de aulas”, conta Diamantino Lobo. “Actualmente, temos cerca de 50 por semana, quase todas elas com 30 minutos, precisamente para darmos ao sócio uma aula curta e em que sinta que treinou e que pode ir à sua vida, apesar de haver quem faça mais do que uma aula por dia”, adianta o empresário.
Ainda na esfera das aulas de grupo, as novidades não ficam por aqui. O Pulse lançou três novos programas, com aulas pré-coreografadas, que se vieram juntar aos dois já disponíveis, todos eles patenteados. “Já éramos pioneiros em Pombal do Body Combat e do Body Pump e, neste momento, adquirimos mais três modalidades: body attack, body step e cxworkx (aula de resistência com elásticos)”, pormenoriza Fernanda.

Duas dezenas de colaboradores
Em consonância com a dilatação dos serviços e do número de sócios, o Pulse tem vindo a reforçar a equipa de colaboradores e conta agora, também, com um departamento de marketing. “Somos 20 pessoas a trabalhar” e, destes, 10 são PT, atendendo à elevada procura do treino personalizado. “As pessoas, hoje em dia, estão conscientes que precisam de ajuda e que, para terem mais resultados, precisam de investir mais para isso. Não é para quem tem mais dinheiro, mas sim uma questão de prioridades”. E se antes era um serviço que tinha que se ‘vender’, ou apresentar aos sócios, “hoje em dia as pessoas procuram-no”, constata Diamantino.
Na área dos recursos humanos, para além dos monitores de sala e PT, o Pulse dispõe, ainda, de recepcionistas, comerciais e uma nutricionista a tempo inteiro. Neste último caso, a primeira consulta é oferta e as seguintes dependem da opção do associado ao fazer a inscrição.
O profissionalismo desta equipa é visível não apenas na fidelização dos sócios e no crescimento do ginásio, no decurso destes cinco anos, mas também na capacidade de motivar os praticantes a praticarem exercício físico com regularidade. Diamantino Lobo diz que a frequência do ginásio não tem oscilações significativas, com uma taxa de ocupação significativa ao longo de todo o ano, ainda que no período do Natal e das férias de Verão o afastamento temporário do ginásio seja normal.
O recurso às tecnologias tem sido outra das apostas da casa. “Acabámos com o bar que tínhamos à entrada para termos máquinas de vending, temos também um sistema de água vitaminada e serviços complementares ao treino, que as pessoas podem adquirir, e outros associados aos packs de treino”.
No âmbito da remodelação, Diamantino e Fernanda Lobo agradecem o “excelente trabalho” e “profissionalismo” da FRAMA Studio, que assinou o trabalho, bem como à importante ajuda do staff nesta fase.

*Publireportagem publicada na edição nº 174, de 23 de Janeiro