Parque empresarial Pombal-Sul poderá “nascer” na Ranha

0
1079

O futuro parque empresarial Pombal-Sul, que abrange as freguesias de Vermoil, Meirinhas e Carnide, poderá ficar localizado na zona da Ranha. Esta é pelo menos a proposta sugerida pelos três presidentes de Junta, que ainda tem de ser validada pelo Município de Pombal.
“A localização proposta pelos executivos de Vermoil, Meirinhas e Carnide é junto à central do gás, na zona da Ranha, onde confluem as três freguesias”, revelou o presidente da Junta de Vermoil.
No entanto, “a área delimitada pelas três juntas de freguesia foi apresentada ao município para ser validada e viabilizada”, adiantou Daniel Ferreira no final da visita do executivo camarário à freguesia de Vermoil, que decorreu no passado dia 10 de Março.
Na altura, o presidente da autarquia esclareceu que esta é ainda uma “putativa localização do parque empresarial”, que “está numa fase embrionária”. Por enquanto, a necessidade desta infra-estrutura está sinalizada e “estamos a trabalhar no âmbito da revisão do PDM [Plano Director Municipal]”, que “queremos iniciar este ano”.
Apesar disso, Pedro Pimpão sublinha que esta proposta tem o “consenso” dos três presidentes de junta de freguesia e foi recebida de forma “muito positiva pelos empresários”, que têm “vontade de investir no território”.
Convicto de que “a componente económica é muito importante”, o autarca tem a certeza de que “precisamos criar condições físicas” que permitam a “fixação de novas empresas e o alargamento das actuais”.
“Este território já é empreendedor por natureza, portanto não tenho dúvidas de que a partir do momento em que disponibilizarmos este espaço para empresas vai haver interessados”, frisou, salientando que “mais empresas são sinónimo de mais emprego e mais dinamismo económico”.
A visita à freguesia de Vermoil serviu para sinalizar um conjunto de projectos que o executivo liderado por Daniel Ferreira pretende desenvolver no território. “Os mais importantes são a reabilitação do IC2, que é uma obra muito ambicionada pelas pessoas, e o prolongamento do corredor ribeirinho junto ao Rio Arunca até Vermoil”, cujo projecto “está num grau de maturidade muito alta”, levando em crer que “o concurso estará na rua muito rapidamente”.
O presidente da Junta de Freguesia destacou igualmente como projectos prioritários a reabilitação do Moinho do Abrolho, a criação do centro interpretativo das ruínas da Telhada e o “desenvolvimento do centro de Vermoil, fundamental para termos mais dinamismo e mais habitação” na sede de freguesia.
Mas para “colocar todos estes projectos em prática precisamos do apoio do município”, concluiu.

Carina Gonçalves | Jornalista

*Notícia publicada na edição impressa de 23 de Março