Os fracos humoristas da Assembleia Municipal

0
4058

Esta semana, ao ler um artigo da minha querida amiga Paula Sofia no Farpas Pombalinas, tive conhecimento de um momento inacreditável na Assembleia Municipal de Pombal. E classifico-o de inacreditável porque me sinto mesmo incrédulo com isto.
No vídeo em questão, podemos ver um deputado municipal da bancada do PSD, o Sr. José Gomes Fernandes, que parece pensar que é comediante, a fazer bullying político à deputada do BE. Isto perante os sorrisos dos outros deputados, o que me causa uma mágoa ainda maior. Depois disto ninguém se levantou e acusou o PSD de fazer bullying? Já não há princípios na AM de Pombal?

O referido deputado do PSD deu também a entender por exemplo que, como Portugal é pobre em recursos naturais devemos explorar petróleo. Isto não só é de uma falta de visão do tamanho do ego deste deputado como é uma pouca vergonha dizer isto em plena crise ambiental global. Em primeiro lugar porque Portugal não é um país pobre em recursos naturais, somos um dos países do mundo que melhor aproveita as energias renováveis que, para além de serem naturais, não são poluentes. Somos um exemplo mundial neste campo. Em segundo lugar, porque explorar petróleo é andar para trás no tempo e no nosso impacto no planeta. O sr. deputado referiu que tem um carro a gasóleo mas pombal é tão plano que até poderia usar bicicleta se o seu partido que está no poder há dezenas de anos, tivesse o mínimo de visão e já tivesse dotado a cidade de ciclovias.

Será que ninguém nesta assembleia defende a honra e a elevação? Será que se esqueceram que supostamente ali deveriam estar os nossos Pombalenses mais cultos e esclarecidos? Pelo menos contenham-se sabendo que o que dizem está gravado e é transmitido online. Sejam decentes, nem que seja por vergonha.

São estas pessoas que dão mau nome à classe política. Na política, provavelmente porque é mais fácil brincar e gozar do que ler e abordar seriamente os assuntos, proliferam, hoje em dia, os políticos aspirantes a humoristas e há que os denunciar para que eles tenham vergonha na cara e pensem antes de adotarem esta forma miserável de fazer política. Na política, como na vida, não pode valer tudo.

Naquela assembleia disseram ainda ser contra o politicamente correto. Ainda bem que são, eu também detesto o politicamente correto. Pena é que, pelos vistos, sejam também contra o eticamente correto.


Raul Testa
Jurista