Bombeiros vão ter novo veículo de combate a incêndios florestais

0
606

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pombal vai receber um novo veículo de combate a incêndios florestais. Esta viatura faz parte das 81 que serão distribuídas pelas corporações com “uma carência mais significativa de veículos florestais”, anunciou o Ministério da Administração Interna (MAI).
“Por enquanto, só temos conhecimento de que fomos contemplados com um veículo de combate a incêndios florestais”, disse ao Pombal Jornal o comandante da corporação, salientando que o processo “ainda tem de percorrer alguns trâmites”.
Nesse sentido, “muito dificilmente teremos este veículo operacional nesta época de combate a incêndios florestais”, referiu Paulo Albano, adiantando que “não estamos a fazer conta com ele” em 2022 na fase crítica de fogos.
Ainda assim, esta viatura vem colmatar “uma necessidade sentida”, porque “os nossos veículos de combate a incêndios florestais já têm muitos anos”, logo “estão a precisar de ser substituídos e renovados”.
Neste momento, o parque automóvel dos bombeiros de Pombal está equipado com “seis veículos específicos para o combate a incêndios florestais”, a que acrescem “mais três veículos de combate a incêndios rurais, que têm basicamente as mesmas características, não tecnicamente”, sublinhou o comandante, constatando que contam com “um total de nove veículos”.
“Presentemente não sentimos grande necessidade em aumentar o parque automóvel, mas temos algumas necessidades de substituir alguns veículos”, realçou Paulo Albano, frisando que “temos alguns veículos com idade avançada e muitos quilómetros”, que seria “importante substituir para nos dar muito mais autonomia e segurança”.
Além desta carência, os Bombeiros Voluntários de Pombal sentem “necessidade de equipar a 5.ª Companhia do Oeste com um veículo urbano”, uma vez que esta “é a única companhia que não tem uma viatura com estas características”.
De referir que o concelho de Pombal recebe um dos dois veículos de combate a incêndios florestais atribuídos ao distrito de Leiria, no âmbito do Programa MAIS Floresta, que foi candidatado ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). O outro será para os Bombeiros Sapadores de Leiria.
Este programa vai permitir a aquisição de 81 veículos florestais que serão distribuídos por corporações de todo o país, de forma a garantir “um reforço da capacidade de resposta operacional no combate aos incêndios rurais”, refere uma nota do MAI.
Destes 81 carros, 59 são veículos de combate a incêndios florestais e os outros 22 são veículos tanque táctico florestais. Trata-se de um investimento de 12,6 milhões de euros, que “representa a maior distribuição de veículos para resposta a incêndios rurais desde 1980”.
“Os veículos são alocados a corpos de bombeiros com real capacidade para os operacionalizar”, “garantindo a sua distribuição pelos territórios onde, face à área florestal a seu cargo, se verifique uma carência mais significativa de veículos florestais”, conclui o MAI.

Carina Gonçalves | Jornalista

*Notícia publicada na edição impressa de 17 de Março