Pombal quer atrair público ao mercado e fomentar ‘dois dedos de conversa’

0
1072

“Compras com dois dedos de conversa” é o mote da campanha que a Câmara Municipal de Pombal está a promover para anunciar a reabertura ao público do mercado municipal, o que deverá acontecer no início do próximo mês.

Orlando Cardoso (texto)

O objectivo passa por fazer daquele espaço “um local de encontro dos pombalenses e de compra de produtos locais”, refere a autarquia.

A reabertura daquele espaço acontece após cerca de um ano em obras de melhoria e requalificação, num investimento a rondar os 700 mil euros. Agora, segue-se uma nova empreitada para melhoria dos espaços envolventes que passa também pelo reordenamento do estacionamento e da circulação rodoviária na zona.

No entendimento da autarquia, presidida por Diogo Mateus, o mercado municipal, que remonta a 1978, “continua a ser um ponto central na cidade” onde “diariamente se encontram gerações, sonhos e vidas de homens e mulheres de Pombal”. “Este espaço que é nobre marca histórias”, acrescenta, garantindo que o mercado reabrirá portas ao público reabilitado “tornando-o mais atractivo, moderno e funcional”, refere a mesma edilidade, acrescentando que sempre esteve “em mente o bem-estar” e a melhoria das “condições de trabalho dos comerciantes, produtores e do público final”.

O mercado contempla 48 bancas destinadas a frutas e legumes, 12 para pão e produtos de pastelaria, quatro para charcutaria, oito para flores, quatro para peixe congelado, oito para bacalhau e espécies afins, bem como 14 para peixe fresco. Dispõe igualmente quatro talhos, seis lojas e um restaurante.

De referir que na última reunião camarária, o executivo concessionou os três espaços comerciais que estavam disponíveis: um talho e duas lojas (garrafeira e ponto de venda de roupa interior e moda de praia).

Notícia publicada na Edição n.º69, de 12 de Novembro