União de Freguesias aposta em Escola de Música

0
1257

A Escola de Música da União de Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze (UFSSA) nasceu em Outubro, partindo de uma aposta da junta de freguesia, e conta já com oitenta alunos.

Os primeiros passos de um projecto musical na zona sul do concelho foram dados com a criação do Coro Infantil de Santiago de Litém há sete anos, numa ideia de Filipe e Vera Silva, ambos com formação na área da música e naturais de Boldrarias (Santiago de Litém). Agora, nasceu um projecto mais ambicioso, com a Escola de Música, à qual se associam também os coros infantil, juvenil e adulto.

Este foi um projecto bem pensado e estudado, mas “chegámos à conclusão que era possível e avançámos com a escola”, disse Filipe Silva, sublinhando o apoio fulcral da Junta, sendo que “ninguém paga nada, porque a freguesia suporta tudo”.

As aulas de canto, guitarra e de formação musical são leccionadas nos três edifícios da junta, enquanto as de piano e bateria são leccionadas apenas em Santiago de Litém. Os alunos não pagam nada, mas têm a obrigação de frequentar as aulas de formação musical, de instrumento e ainda o coro. “Tivemos a preocupação de contratar professores com habilitação”, realça Filipe Silva, assumindo que estão a levar este projecto “mesmo a sério”, suprimindo a quase inexistência de trabalho cultural na freguesia.

Se a escola de música para este ano já se encontra completa, por sua vez, o coro está sempre aberto à entrada de novos elementos. O grande objectivo passa por ter “uma escola de música conhecida e reconhecida pelo seu trabalho e não apenas por ser mais uma”, e quanto ao coro, pretendem mostrar que “numa terra como Santiago, São Simão e Albergaria, se consegue fazer um grande trabalho”. Em jeito de conclusão, Filipe Silva fez questão de fazer um especial agradecimento a “uma pessoa muito importante, que permitiu que tudo isto se realizasse, que foi o guilherme Domingues”, salientando ainda todo o apoio e condições dadas pelo presidente da junta, Manuel Henriques.

Junta investe dois mil euros por mês

Os grandes investimentos da UFSSA para 2015 são feitos aos níveis da educação, cultura e acção social. Aquando da discussão dos documentos financeiros da autarquia, foi destacado o projecto da Escola de Música, que tem um investimento previsto de dois mil euros mensais, e que proporciona educação musical gratuita nesta união de freguesias. “É uma aposta importantíssima, que a assembleia também deveria acarinhar”, defendeu o presidente da junta, sublinhando que não se trata “só da ampliação coro, é também um trabalho muito mais notório”. No entanto, do lado socialista, Alfredo Sousa discordou do princípio da gratuitidade, defendendo que “as pessoas que têm lá os filhos devem pagar um valor simbólico”. O orçamento, na sua globalidade, foi aprovado com sete votos a favor.

Ana de Jesus