RENDALÍSSIMA | Truques para parecer mais magra

0
2973

Se existe arte em que a Consultoria de Imagem é perita, é na ilusão de óptica. Para criar harmonia visual, desviamos as atenções dos pormenores de que o cliente menos gosta no seu corpo para evidenciar os seus pontos fortes. Parecer mais magra é um desejo frequente entre o público feminino e é por esse motivo que quero partilhar com as leitoras do Pombal Jornal algumas dicas para alcançar esse objectivo. Alongar a silhueta sem abrir mão do conforto e apenas escolhendo as roupas certas não é difícil.

1) Compre a sua roupa sempre no tamanho correcto. As peças não devem estar coladas ao corpo, apertando-o, mas também não convém parecer um saco de batatas. Elas devem simplesmente acompanhar as suas formas naturais e fazê-la sentir-se confortável. Antes de comprar, experimente! Sente-se, ande, veja como as peças lhe assentam de lado e de costas. Não vale a pena fugir dos provadores e depois ter medo de se sentar em público porque aquele pneuzinho pode saltar a qualquer momento.

2) Defina a cintura. A sua cintura é a linha mais estreita do seu tronco e é aí que deve marcar a silhueta. Aposte em cintos e experimente-os sobre tops, t-shirts, camisas e vestidos. Além disso, prefira cortes cintados, como aqueles que figuram na terceira imagem.

3) Se estiver acima do seu peso ideal, evite folhos, porque vão aumentar o seu volume.

4) Aposte em sapatos nude, mas não se esqueça de que nude não é bege. Nude é o seu tom de pele. Os sapatos no mesmo tom da sua tez vão criar a ilusão de uma perna mais comprida, o que a tornará mais elegante.

5) Use e abuse dos decotes em V e deixe os colares para depois. Ao deixar o pescoço e o decote despidos, parecerá mais alta e atrairá mais atenção para o seu rosto.

6) Ao vestir-se, imagine sempre como criar uma linha vertical ao longo do seu corpo. Faça-o de várias formas: uma t-shirt preta aliada a umas calças da mesma cor e à sobreposição de um casaco aberto noutro tom cumprem o propósito. Nos vestidos, lembre-se de que é importante atrair as atenções para o centro e de que isso é possível através das riscas verticais e do jogo de cores.

7) Prefira as calças escuras, sem adereços nem brilhos. Nas de ganga, opte pela sobriedade e evite lavagens e rasgões.

8) Experimente mangas fluídas em tecidos leves, para não comprometer o conforto nos dias mais quentes e salvaguardar a sua imagem. Com elas, poderá acenar sem medo que o músculo do adeus dê sinais de que precisa de ginásio.

9) Tenha cuidado com os padrões. Use com moderação e prefira os miudinhos aos maiores, que amplificam quem os veste.

A mais importante de todas as dicas? Sinta-se bem. O seu corpo é o seu invólucro e não a totalidade do que é.

Até já!

Partilhar
Artigo anteriorTAP promove espectáculo solidário
Próximo artigoSENTIDOS | A magia da primeira vez – Parte I
Depois de se dedicar ao Jornalismo, decidiu aprofundar os seus conhecimentos numa vertente menos explorada ao longo da sua formação académica, a comunicação não-verbal. Após uma especialização em Lisboa em Consultoria de Imagem, lançou-se a título pessoal na área da Moda e assume-se em 2018 como a primeira Fashion Therapist do país. Já foi contratada pelo grupo Sonae para realizar serviços de Personal Shopping aos seus clientes, marca presença na Vogue Fashion's Night Out, trabalhou no grupo Creative Concept como responsável pela gestão dos cursos leccionados e pelo departamento de Comunicação da Creative Academy e exerce funções enquanto Social Media Manager de eventos de Moda. Trabalha de perto com grandes marcas de luxo internacionais sediadas na Avenida da Liberdade e com designers portugueses vocacionados para noivas. Em Pombal tem uma parceria com a Quinta da Concha porque apesar de se mover na capital, tem especial gosto pelo trabalho com clientes da zona centro. Contactos: anarendalltomaz@gmail.com || https://www.anarendalltomaz.com/