Treinar com frio traz vantagens

0
873
É verdade que o frio aumenta e a vontade de ficar em casa também, no entanto, existem diversos factores que lhe poderão dar uma motivação extra e vontade de não faltar ao ginásio.
– Viver mais
De acordo com o Ministério da Saúde, quem pratica exercício diminui em 54% a probabilidade de morrer de problemas cardíacos e diminui em 37% as hipóteses de morrer de cancro;
– Ficar menos vezes constipado
A actividade física aumenta a imunidade. Fazer exercício durante o inverno pode ser mais uma forma de evitar as gripes;
– Estabelecer metas
O objectivo de se chegar ao Verão em forma e com o corpo “trabalhado” pode ser planeado com tempo e alcançado de forma mais saudável e eficaz;
– Estar de bem com a vida
Se parar de fazer actividade física durante tempo frio, em apenas 15 dias a sua capacidade aeróbica irá diminuir, reduzindo a produção de endorfina. Com isto, ficará irritado com mais facilidade. Evite o stress mantendo-se também activo no Outono e no Inverno.
– Diminuir a depressão
Nos meses frios, os dias cinzentos só por si favorecem o sentimento depressivo. A actividade física produz hormonas (endorfina) que combatem essa sensação. Assim, mantenha a alegria e a boa disposição mesmo nos dias mais “feios”;
– Manter as capacidades físicas
Em apenas 10 dias sem treinar, começa-se a perder a massa muscular. Este problema é causado pela interrupção de enzimas responsáveis pela manutenção ou aumento dos músculos. Mesmo sentindo aquela preguiça causada pelo frio, não vale a pena parar;
– Ingestão de alimentos mais calóricos
Existe uma tendência natural do organismo na procura de mais alimento e no acumular de gordura. Sentimos mais fome porque o metabolismo base aumenta e necessitamos assim de mais calorias para manter as funções vitais. No entanto, é uma alteração muito pequena que não justifica comer em maior quantidade;
– Mais tempo de sono
As noites são mais longas e o nosso relógio biológico adapta-se, fazendo com que o corpo produza substâncias que induzem o sono. Dormindo mais, o nosso gasto calórico total tende a diminuir. O resultado para quem não faz exercício transforma-se em alguns quilos a mais.
É importante referir que os riscos de lesões são mais elevados na época mais fria, pois as musculaturas ficam mais contraídas e logo, mais vulneráveis. Por isso, é fundamental que se faça sempre um bom aquecimento antes de se iniciar qualquer treino bem como bons alongamentos no fim.
Patrícia Costa
Sales Manager e Instrutora Aulas de Grupo
Ginásio Move Up
Partilhar
Artigo anteriorPartido da Terra debate o associativismo em tertúlia no Pinheirinho
Próximo artigoJoão Didelet associa-se a campanha “1 mono por 1 sorriso”
Nasceu em Luanda no ano de 1974. Licenciou-se em Gestão de Empresas, exerceu durante 11 anos a profissão de Delegada de Informação Médica, mas o gosto pelo desporto esteve sempre presente e falou mais alto. Fez diversas formações na área, nomeadamente de Técnica de Exercício Físico (TEF), de Personal Trainer e de Nutrição e Suplementação Desportiva. Não imagina a sua vida sem o desporto e adora dar aulas de grupo, onde o desafio de motivar as pessoas e as fazer sentir realmente bem se torna um vício diário.