Telmo Lopes é candidato à liderança do CDS de Pombal

0
821

Telmo Lopes é candidato à liderança da Comissão Política Concelhia (CPC) de Pombal do CDS-PP. O anúncio foi feito pelo próprio, através de uma nota enviada à imprensa, no dia 29 de Março, onde afirma que “é chegado o momento de aumentar o meu contributo para com o partido e com a comunidade”.


Segundo Telmo Lopes, a decisão “foi apoiada pela actual presidente [Liliana Silva]”, contando “com o seu contributo, caso seja eleito”. Por outro lado, esclarece o centrista, “antes de anunciar a minha intenção de candidatura à presidência da concelhia, conversei com a actual estrutura e com muitos dos filiados e outros militantes que estão activos”, revelando que “alguns deles irão integrar a minha lista”, ainda que seja “prematuro divulgar qualquer nome”. Para já, ainda não há data para as eleições, sendo que o actual mandato termina em Julho.

“Quando em Julho de 2020 compareci no plenário de filiados do CDS-PP do concelho de Pombal, para eleger a comissão política concelhia, encontrei um partido que, à imagem da situação nacional, estava fragilizado e fragmentado”, recorda Telmo Lopes. Além disso, “as constantes disputas internas nacionais, nas quais a falta de respeito foi bastante comum, levaram à deterioração da nossa imagem e ao nosso descrédito, facilitando o trabalho de implementação de novas forças políticas”, constata o candidato.
Após esta fase mais conturbada, “foi possível chamar novas pessoas para a política, com novos filiados e apoiantes, mas também colocar em actividade a Juventude Popular (JP) no concelho, factos que demonstram que estamos vivos e que é possível recuperar o fulgor de outros tempos”. No âmbito deste trabalho, Telmo Lopes adianta, ainda, que têm sido realizadas reuniões “com cidadãos especialistas e conhecedores de diversas áreas de actividade, de forma a conhecer a realidade de cada uma e as dificuldades ou anseios dos seus profissionais”.
“Só com este trabalho será possível apresentar as nossas propostas junto dos órgãos competentes”, com o objectivo de melhorar “as condições de vida dos pombalenses, o combate à desertificação populacional e à baixa natalidade”.
Sem representação na Assembleia Municipal (AM) de Pombal e, a nível nacional, sem assento parlamentar, Telmo Lopes reconhece as dificuldades que terá pela frente. “O desafio da nova direcção será, sem dúvida, difícil e só é ultrapassável com o apoio da maioria dos filiados e militantes do partido”. Para isso, “iremos usar todos os meios ao nosso alcance para apresentar as nossas propostas, intervindo na AM e nas Assembleias de Freguesia sempre que necessário”. Sobre isso, o candidato avança que estão a ser constituídos “vários grupos de trabalho temáticos que abordam problemas específicos de áreas como o desporto, a saúde, a educação, a mobilidade ou a natureza”, para os quais “apresentaremos as nossas propostas fundamentadas tecnicamente e com medidas concretas de implementação”.
Uma estratégia que passa por “ouvir a opinião de todos os que queiram contribuir, filiados e simpatizantes do nosso partido, mas também de todos os cidadãos cuja opinião permita melhorar as nossas propostas”. Telmo Lopes quer “uma oposição conscienciosa, atenta e incisiva, aplaudindo quando for merecido, apoiando quando necessário e sugerindo alterações e melhorias quando se justifique”.

*Notícia publicada na edição impressa de 7 de Abril