Sugestões para uma mesa de Natal recheada de sabor

0
489

Na noite mais calórica do ano há quem opte pelo tradicional bacalhau cozido, acompanhado de couve, batata e muito azeite, há quem não passe sem o peru recheado, existem aqueles que optam por opções vegetarianas. E os doces? Bolo-rei, rabanadas, tardes, pudins, ou leite-creme. Todos.
Como a tradição difere de casa para casa e de família para família, pedimos a alguns nomes bem conhecidos dos pombalenses que nos mostrassem o que não pode falhar na noite de consoada. Os filhos de Adelaide Conceição não passam sem as filhoses da avó Clotilde, Paulo Delfim gosta de relembrar os sabores de infância, com um prato típico de Bengela, Angola. Célia Cavalheiro prefere os doces, e por isso sugere uma torta de laranja [que pela fotografia que nos enviou parece ser deliciosa], e Brigitte Raimundo opta por apresentar um prato vegetariano de “peru fingido”. Nelson Pedrosa revela que nesta altura “quem cozinha são os pais e os irmãos”, mas não deixa de dar uma ‘mãozinha’ na cozinha, e para nós sugere um “prato mais arrojado” de Bacalhau Crocante com Broa envolto em massa filo. Bom apetite!


Adelaide Conceição | Professora primária aposentada e secretária na Assembleia Municipal

Filhoses de Natal da Avó Clotilde

Ingredientes:
1 Quilograma de farinha branca de neve
Sumo de 3 laranjas
2 Colheres de sopa de banha de porco
1 Chávena de azeite
1 Colher de chá de sal
1 Cubo pequeno de fermento de padeiro
4 Ovos inteiros
1 Cálice e meio de aguardente

Preparação:
Colocam-se mais ou menos 800 gramas de farinha num alguidar, faz-se uma ‘covinha’ no meio da farinha, onde se põem os ovos inteiros e o sumo das laranjas, e vai-se misturando com as mãos. Junta-se o sal, o azeite quente onde se misturou a banha, amassando-se sempre. Por fim, junta-se o fermento, desfeito num pouco de água morna, e a aguardente. Vai-se amassando muito bem, pondo de vez em quando o resto de farinha que sobrou. Amassa-se e bate-se muito bem até a massa se despegar das mãos, mas se precisar junte mais um pouco de farinha para ajudar. Vai a levedar mais ou menos 2 horas em ambiente quente, tapado com um pano branco e um cobertor. Antes de ser tapada, a massa é polvilhada com farinha e faz-se uma ‘Cruz’, com uma reza, para ajudar a massa a levedar.
Por fim, espalha-se óleo na bancada, tira-se um pouco de massa e vai-se estendendo com a ajuda de um rolo da massa, até formar um círculo com mais ou menos 2 centímetros de espessura. Com uma faca dão-se dois cortes na filhó. Frita-se em óleo bem quente, uma a uma. Depois de fritas passam-se por açúcar amarelo e canela… Bom Apetite! Estas são as filhoses da minha avó!

 


Brigitte Raimundo | Técnica de Cardiopneumologia no Centro Hospitalar de Leiria-Pombal

Arroz Festivo de Pinhões e amêndoas Torradas

Ingredientes:
2 chávenas de arroz integral ou selvagem
Azeite extra-virgem q.b.
1/2 Cebola picada
1 Pitada de sal integral
3 Chávenas de champanhe do tipo seco
100g de Amêndoas peladas
100g de Pinhões
Algumas folhas frescas e cortadas de cebolinho ou salsa

Preparação:
Lava bem o arroz e, no caso de ser integral, demolha-o em água a ferver tapado durante cerca de 30 minutos ou deixa de molho de um dia para o outro para facilitar a cozedura.
Parte ligeiramente as amêndoas aos pedaços, por exemplo, com um martelo de cozinha. Aloura-as no forno a 50ºC numa travessa apenas até dourarem levemente. Reserva.
Num tacho, aloura a cebola no azeite em lume brando, junta o arroz coado, mexe, acrescenta o champanhe aos poucos e deixa cozinhar. Tempera com sal quando estiver quase pronto e junta as amêndoas e os pinhões. Envolve bem, polvilha com a erva aromática escolhida e serve.

Peru Fingido Recheado

Ingredientes:
250g de Seitan
400g de Massa filo
Margarina de cozinha vegetal q.b.
2 pães integrais
1 cebola aos cubos
Azeite extra-virgem q.b.
1 Ramo de salsa freca ou folhas de salva fresca
Sal integral q.b.
Pimenta preta moída q.b.
1 Chávena de caldo vegetal líquido
Molho de soja (shoyu) q.b.

Preparação:
Corta o seitan aos pedacinhos, aloura-o levemente em azeite e cebola, tempera com molho de soja. Reserva.
Desfaz o pão para uma taça e junta metade da cebola e a salsa cortada. Mistura os ingredientes com as mãos. Junta o caldo aos poucos até a mistura ficar húmida e depois o sal e a pimenta.
Forra uma forma redonda com papel de alumínio.
Coloca o seitan no fundo, formando um monte em redor do centro da folha. Coloca o preparado anterior por cima do seitan, comprimindo-o também em forma de monte.
Coloca as folhas de massa filo por cima do preparado de forma a cobri-lo inteiramente e pincela cada uma com a margarina. Continua a acrescentá-las até já não se ver o recheio.
Leva ao forno até dourar.

 

 


Célia Cavalheiro | Deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal

Torta de laranja

Ingredientes:
500g de Açúcar
2 Colheres de sopa, bem cheias, de farinha
1 Chávena de chá de fermento em pó
8 Ovos
2 Laranjas médias (raspa e sumo)
Manteiga (para untar)
Açúcar para polvilhar

Preparação:
Numa tigela, coloque o açúcar, a farinha e o fermento em pó. Misture com um batedor de varas e acrescente os ovos, um a um. Junte a raspa e o sumo das laranjas e mexa bem. Reserve.
Unte um tabuleiro com manteiga, polvilhe-o com açúcar e preencha com a massa. Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC, por cerca de 25 minutos.
Desenforme sobre um pano polvilhado com açúcar e enrole com o auxílio do mesmo pano. Deixe arrefecer e transfira para uma torteira. Decore, a gosto, com laranja, cerejas em calda, ou folhas de hortelã.

 


Nelson Pedrosa | Coordenador da Biblioteca Municipal de Pombal

Bacalhau crocante com broa envolto em massa filo

Ingredientes:
(para 4 pessoas)
4 Lombos de bacalhau
Batatinha nova com pele
Sal grosso
Azeite virgem
Espinafres
Azeitonas pretas
Broa de milho
Broa de Avintes
Massa filo
Cebolas
Alho seco
Cebolinha francesa
Salsa fresca
Coentros
Tomate cocktail
Vinho branco q.b.

Preparação:
Assar o lombo do bacalhau em azeite com uma parte da cebola e alho e, quando estiver confeccionado, desfazer em lascas e envolver no azeite da assadura.
Descaroçar as azeitonas pretas, cortar em lâminas pequenas e envolver com um pouco de azeite. Saltear os espinafres em azeite e alho. Descascar as cebolinhas pequenas e confitar em azeite, ou seja, cozinhar a baixa temperatura. Retirar a côdea das broas e raspar ou triturar, saltear num pouco de azeite, salsa, coentros e alho picado. Cortar a cebola em meias luas finas e juntar ao azeite com o alho picado e a salsa. Colocar num tacho e levar ao lume a refogar. Refrescar com um pouco de vinho branco e, em seguida, juntar o bacalhau, os espinafres e um pouco de broa. Envolver tudo muito bem e temperar a gosto.
Estender a massa filo e pincelar com azeite, dobrando de forma a que fique com o formato de uma fita.
Pré-aquecer o forno a 190ºC e preparar um tabuleiro forrado com papel vegetal. Colocar a mesma num aro redondo para lhe dar forma e rechear com o preparado de bacalhau. Cobrir posteriormente com o resto da broa, colocar a cebolinha em cima, retirar o aro e levar ao forno até a broa ficar estaladiça e a massa filo crocante, aproximadamente 15 minutos.
Assar a batatinha nova no forno com bastante sal grosso.
Estalar o tomate cocktail em azeite bem quente, retirar e temperar com flor de sal.
Proposta de empratamento:
Dispor o com as batatas, alguns tomates em volta e um em cima do bacalhau juntamente com a cebolinha. Espalhar por cima as azeitonas e aromatizar com o azeite de ervas frescas. Decore tudo com salsa.

 


Paulo Delfim | Consultor

Muamba de Galinha (Benguela – Angola)

Ingredientes:
(para 8 a 10 pessoas)
1 Galinha caseira com cerca de 2,5 kg;2 Cebolas grandes
6 Tomates maduros
1 Cabeça de alho média
2 Folhas de louro
2 Limões
12 Colheres (de sopa) de óleo de palma ou de azeite de dendém
6 Matiras (abóboras pequenas; na falta destas, pode usar-se curgetes)
6 Beringelas
200 Gramas de quiabos
Sal a gosto
Gindungo (piripiri) a gosto
500 Gramas de farinha de milho ou mandioca (fuba)

Preparação da muamba:
Limpar a galinha, cortar em pedaços e temperar com sal (de preferência, 2 horas antes). Pode juntar-se já nesta fase um pouco de gindungo e alho picado para dar mais sabor.
Fazer um refogado com o óleo de palma (se a galinha for muito gorda, colocar 8 a 10 colheres), as cebolas e os alhos, descascados e picados, o louro, os tomates limpos de sementes e picados, o sumo de limão e o gindungo. Mexer ligeiramente durante 5 minutos para envolver e não deixar agarrar ao fundo.
Juntar a galinha e envolver no refogado, mexendo durante mais 5 minutos.
Juntar água até cobrir a galinha, tapar o tacho e deixar cozer em lume brando. Mexer de vez em quando com uma colher de pau para não deixar agarrar ao fundo e para envolver o preparado.
Descascar e cortar em pedacinhos as beringelas e as matiras (ou curgetes) e juntar ao frango quando este começar a ficar tenro (cerca de 1 hora depois, dependendo da galinha). Mexer ligeiramente para envolver e deixar cozer. Se for necessário, juntar mais um pouco de água para cobrir a galinha.
(Entretanto, preparar o funge: ver abaixo)
Quando estiver quase cozido (verificar com um garfo se a galinha está tenra), juntar os quiabos limpos (retirar o pé e a ponta e cortar ao alto) e deixar cozer durante cerca de 10 a 15 minutos.
Pode optar-se por engrossar o molho com um pouco de farinha de milho dissolvida em água, deixando apurar por breves minutos.

Preparação do funge (ou pirão):
Levar 1 litro de água ao lume sem sal e deixar ferver.
Desfazer à parte metade da farinha em água morna e juntar à água que levantou fervura. Mexer com uma colher de pau e juntar o resto da farinha aos poucos, deixando cair em “chuva”, mas mexendo sempre, em lume moderado. À medida que se forem formando caroços, vão-se desfazendo com o auxílio da colher de pau.
Deixar ferver durante 5 minutos, até se obter um creme espesso.
Colocar em repouso durante 10 minutos num prato fundo e molhado com outro prato molhado por cima para ganhar consistência.
Serve tal como se faz com o arroz branco, devendo ser envolvido com o molho da muamba, que lhe confere um sabor mais apurado.

 

Estas foram as sugestões apresentadas na edição de Natal de 2017, mas este ano o Pombal Jornal voltou a lançar o mesmo desafio a mais cinco pombalenses. Fique atento à próxima edição, nas bancas a 13 de Dezembro.