Restaurante O Fidalgo assinalou cinco anos ao serviço da boa gastronomia

0
275

Localizado no rés-do-chão das Galerias Do Marquês, na Rua Dr. Custódio Freire, o restaurante O Fidalgo celebrou, no domingo passado, 15 de Dezembro, cinco anos de existência. As celebrações foram “simples”, diz Vítor Silva, proprietário do espaço, mas com grande simbologia.

Vítor Silva acompanhado dos colaboradores

“Os primeiros dois anos e meio foram difíceis”, revela o responsável, enquanto explica que “a zona estava bastante morta”. No entanto, “com força de vontade, querer e muita capacidade de trabalho”, a realidade alterou-se. Actualmente é um espaço de referência gastronómica na cidade de Pombal, onde se podem degustar pratos “da cozinha tradicional portuguesa”, com grande destaque para o “cozido à portuguesa”, que se serve todas as segundas-feiras, e que atrai os comensais mais exigentes, assim como o “cabrito na telha e o polvo à lagareiro, que preparamos ao domingo”, ou a grande variedade, disponível diariamente, de peixe fresco.
“Temos o cuidado de seleccionar produtos frescos, e de grande qualidade”, adquiridos, sempre que possível, no “mercado tradicional, junto dos produtores locais”. A escolha dos legumes que acompanham os pratos é feita consoante a época do ano.

“O segredo está na capacidade de trabalho e em acreditar no que faço”
Para o proprietário, “o segredo está, mais uma vez, na capacidade de trabalho e em acreditar no que faço”, uma receita à qual junta “dedicação e aprendizagem diária”. Afinal, “ninguém sabe tudo”, mesmo que se trabalhe na área “há 56 anos”, como é o caso de Vítor Silva. Para este “cozinheiro de mão cheia”, como gostam de o apelidar os clientes, “os anos trazem experiência, mas é no dia-a-dia que se retiram os ensinamentos”, frisa.
Para além do sabor dos pratos servidos, O Fidalgo pauta-se ainda por uma característica especial, e que se prende com a proximidade ao cliente, uma vez que Vítor Silva faz questão de abandonar a sua cozinha para cumprimentar os clientes, e não é rara a vez em que é fortemente elogiado pelos pitéus que confecciona.
Com olhos postos no futuro, este experiente cozinheiro admite que o “objectivo é manter a qualidade da casa”, sem grandes inovações, mas “de forma sólida e constante”, enquanto convida a visitar o espaço. Em de brincadeira, o proprietário do espaço admite que “para fidelizar um cliente basta que venha a primeira vez”, depois disso, “voltam sempre”. Pelo menos, “é essa a tendência que se tem registado ao longo dos anos”.
O espaço, discreto e acolhedor, está aberto ao público todos os dias da semana, com horário de almoços e jantares, à excepção de terça-feira, para descanso do pessoal.

56
Vítor Silva trabalha na área da restauração há 56 anos.