Pombal recuou 110 anos para ‘inaugurar’ monumento ao Marquês

0
3922

A Câmara de Pombal recriou, na segunda-feira, 8 de Maio, a inauguração do primeiro
monumento de homenagem a Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal. Um
busto em bronze, erigido no Jardim do Cardal, da autoria de Fernandes de Sá colocado num
pedestal desenhado por Ernesto Korrodi. Para assinalar o momento, a autarquia lançou um
“fac-símile” do Registo de Honra dos Protectores” daquele monumento.
Seis figuras, representativas de alguns elementos presentes na cerimónia de 1907,
animaram o momento, onde foi lido o “Auto de Inauguração”.
À tarde, foram promovidas visitas encenadas, dirigidas às escolas e ao público em geral, aos
vários espaços históricos da cidade relacionadas com a vida e obra do Marquês de Pombal,
remetendo os visitantes para ambientes próprios das épocas.
A ideia de erigir um monumento à memória do estadista português, surgiu por iniciativa de
Aquilino Dias Varela Pinto, através de subscrição pública. O lançamento da primeira pedra
foi feito “com toda a solenidade e circunstância” a 1 de Novembro de 1905, e em 8 de Maio de
1907, 128 anos após a morte do estadista, foi definitivamente inaugurado o monumento.

Partilhar
Artigo anteriorVentos fortes atingem freguesia de Carnide
Próximo artigo“As pessoas sabem que podem contar sempre connosco”
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal”, quinzenário com o qual deixou de colaborar no final de Maio de 2020.