Pena suspensa para homem que ateou incêndio florestal em Almagreira

0
462

Um homem de 65 anos foi condenado por um crime de incêndio florestal, no concelho de Pombal, na pena de um ano e quatro meses de prisão, suspensa na sua execução, anunciou hoje a Procuradoria da Comarca de Leiria.

Numa informação colocada no seu sítio na internet, a Procuradoria da República desta comarca refere que o Juízo Local Criminal de Pombal condenou um arguido “pela prática de um crime de incêndio florestal, na pena de um ano e quatro meses de prisão, suspensa na sua execução por um ano e seis meses, subordinada a regime de prova”.

Segundo a Procuradoria, resultou provado que no dia 27 de Agosto de 2020, nas traseiras da sua habitação, em Almagreira, “o arguido, munido de um isqueiro, ateou fogo a sobrantes de um canavial, assim provocando um foco de incêndio que se propagou à vegetação envolvente, dando causa a uma área ardida de 400 metros quadrados”.

O incêndio foi combatido pelos bombeiros voluntários de Pombal, Ansião e Soure e, ainda, pela Unidade de Emergência de Protecção e Socorro da GNR, que acorreram ao local com seis viaturas, um helicóptero e 30 operacionais, adianta a informação.

A sentença, proferida em 29 de Abril, ainda não transitou em julgado.

O processo, na fase de inquérito, foi dirigido pelo Ministério Público da 1.ª Secção do Departamento de Investigação e Acção Penal de Leiria, com a coadjuvação da Directoria do Centro da Polícia Judiciária.

LUSA