Paulo Moreiras lançou “O Caminho do Burro”

0
752

Pombalense por adopção, já que foi em Vermoil que decidiu viver, Paulo Moreiras lançou recentemente uma antologia de contos, à qual chamou “O Caminho do Burro”. Não é assim de espantar que, no périplo de promoção da obra que tem feito por todo o país, o caminho deste burro tenha passado pela cidade. Aliás, o autor fez mesmo questão que tal acontecesse, conforme confidenciou na apresentação realizada na Biblioteca Municipal.

Coube a Nuno Gabriel (à dir.) fazer a apresentação do livro

Mas essa não foi a única confidência de Paulo Moreiras… Sabendo-se que a antologia agora lançada marca o arranque da celebração dos 20 anos de carreira literária e do lançamento d’”A Demanda de D. Fuas Bragatela”, o seu primeiro livro, o escritor revelou à plateia que, em 2022, irá lançar uma nova obra, também um romance picaresco, ficando desde logo agendado novo encontro com os seus leitores em Pombal. Mas focando-nos neste “O Caminho do Burro”, uma antologia de contos escritos entre 1996 e 2017 que andavam dispersos por diversas publicações, Paulo Moreiras explicou que teve o cuidado de os reler e renovar, dando-lhes uma nova roupagem que poderá surpreender mesmo aqueles para quem algumas das histórias não sejam uma novidade total.

Pombal está também presente neste livro, já que um dos contos fala sobre as queijadas da Ti Maria Rata e sobre um tal de “Toninho do Cardal” (o nome pelo qual era conhecido António da Rocha Quaresma nos seus tempos de criança) que, curiosamente, marcou presença no evento.

António Rocha Quaresma (à dir.), o “Toninho do Cardal”, marcou presença na apresentação

Resta acrescentar que coube a Nuno Gabriel Oliveira apresentar o livro. Uma tarefa concluída com bastante sucesso, soltando algumas gargalhadas entre a plateia e levando mesmo Paulo Moreiras às lágrimas de riso. Entre o recurso a ditados em que o burro assume protagonismo e elogios ao autor, adiantou que nesta antologia “é o Paulo Moreiras que aqui está dentro”. Ou seja, um escritor que tem primado pela coerência num estilo literário e que, tal como o burro, vai fazendo o seu próprio caminho. Talvez com mais lentidão do que os seus leitores desejariam, mas com a certeza de que o que aí vem é fruto de muita pesquisa, trabalho e, sobretudo, paixão.

Nuno Tomaz Oliveira

Partilhar
Artigo anteriorQueixas por violência doméstica aumentam em Pombal
Próximo artigoPresidente da Câmara de Pombal inicia roteiro de visitas às escolas do concelho
Biólogo Marinho de formação e pós graduado em Turismo de Natureza, nunca exerceu profissionalmente em qualquer uma das áreas. Há uns bons anos iniciou-se nas lides radiofónicas e esse bichinho ainda hoje perdura. O gosto que tinha pelo Cinema, desde tenra idade, foi apurado nos tempos universitários e, por estes tempos, não passa um dia sem ver, no mínimo, um filme. Não perguntem qual o seu preferido pois o gosto pode variar consoante a hora. Balança de signo, mas Leão de coração, gosta de viajar e ambiciona conhecer os quatro cantos do mundo. Mas quem não sonha com o mesmo?