Participação no IRS continua no máximo

0
1018

O Município de Pombal manteve a participação no IRS no máximo permitido por lei (5%), numa proposta que mereceu os votos contra do Partido Socialista. Para Diogo Mateus, esta não é altura de reduzir a participação variável no IRS, devido à menor disponibilidade de fundos comunitários e à reforma do IRS em curso, apesar de não descartar a possibilidade de o município futuramente olhar para esta situação.
Por sua vez, Jorge Claro, vereador pelo PS, sugeriu que se retirasse esta proposta da agenda da reunião de câmara do dia 19 de Setembro e que ela fosse discutida mais tarde, quando houvesse mais dados sobre o Orçamento do Estado. Esta posição foi corroborada por Adelino Mendes.
Em resposta, o presidente da câmara sublinhou que o próximo ano continuará a ser de investimentos, pelo que não se vislumbra viabilidade na possibilidade de abdicar de parte desta receita. “Temos que estar atentos àquilo que é a gestão da nossa casa”, sublinhou, afirmando não ser possível cumprir com os cidadãos sem fontes de financiamento. Posteriormente, prometeu que “quando atingirmos rendimentos mais estáveis, com certeza que teremos condições para ter uma outra opção”.
A proposta foi aprovada pela assembleia municipal com os votos favoráveis dos membros eleitos pelo PSD, CDS e PCP.