Município reconhece filarmónica com medalha de honra em ouro

0
1256
Dia do Município

A Câmara de Pombal aprovou, na tarde desta quarta-feira, em reunião do executivo, a lista dos condecorados no Dia do Município, com a Medalha de Honra (ouro) a ser atribuída à Filarmónica Artística Pombalense, que está a celebrar 150 anos de existência.
Na mesma sessão solene, que terá lugar na manhã de sábado no Teatro-Cine, o executivo liderado por Diogo Mateus distinguirá, também, Manuel Ferreira Escalhorda, com a Medalha de Prestígio e Carreira (ouro). Um reconhecimento pelo papel que aquele pombalense tem prestado à comunidade, não só como antigo autarca, mas também como dirigente associativo com destaque para a fundação da Cercipom e da Associação de Pais e Educadores para a Infância de Pombal (APEPI).
Por sua vez, a presidente da Associação de Dadores de Sangue do Outeiro da Ranha, Maria Leonor Ferreira Gomes, também vê o seu trabalho de serviço em prol da sociedade, há mais de três a décadas, a ser reconhecido ao receber a Medalha Valor e Altruísmo (prata).
Com a Medalha de Mérito Municipal (prata), o executivo vai ser atribuída aos três ex-presidentes de junta de freguesia que cessaram, recentemente, as suas funções após terem exercido o cargo durante os últimos 12 anos, cumprindo três mandatos consecutivos: António Nascimento Lopes (Pombal), Fernando Matias (Almagreira) e Ilídio Manuel da Mota (Vermoil).
Já com a Medalha de Mérito Associativo (prata), o executivo distinguirá a Rádio Clube de Pombal, e com a Medalha de Mérito Empresarial (prata), a Rádio Cardal.
À semelhança dos anos anteriores, o executivo camarário vai aproveitar a sessão solene comemorativa do Dia do Município para distinguir os trabalhadores do município, com 25 anos de serviço, com a Medalha de Bons Serviços e Dedicação (prata). Este ano, o galardão será atribuído a Isabel Pereira Dias, Laurentina Maria Costa, Maria Idália Santos, Maria Idalina Marques e Maria Judite Rodrigues.

 

Partilhar
Artigo anteriorFilarmónica Artística Pombalense: 150 anos de juventude
Próximo artigoDiabéticos: da aceitação à adaptação
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.