Matilde Lima: “Às vezes saio do mar só para tirar algum lixo que vejo na água”

0
1010

É a partir de Castanheiro, na extinta freguesia da Mata Mourisca, que Matilde Lima, mais conhecida por Tita, revela ao mundo as suas preocupações ambientais e descreve as suas aventuras escolares e no mundo do desporto. Do alto dos seus 12 anos, a jovem dinamiza um blog que conta já com perto de um ano e meio de existência e vários milhares de visualizações: o ‘TitAventuras’.

Matilde Lima, como todas as crianças de 12 anos, não dispensa passar algumas horas do seu tempo em frente a um computador. Gosta de ver vídeos no youtube, de ler artigos sobre desporto, ou de pesquisar temáticas que lhe interessem. No entanto, e depois de perceber que passava muitas horas em frente ao ecrã, percebeu que podia “rentabilizar o tempo de forma mais produtiva”.
A mãe, Célia Lima, professora de português, sugeriu-lhe que criasse um blog onde a ideia passava por partilhar algumas das aventuras que vai vivendo. A pequena achou a “ideia gira”, começou a “investigar, a procurar outros blogs do género” e resolveu criar o “http://titaventuras.blogspot.com/”. A aventura começou há mais de um ano e dois meses e, pelo entusiasmo como que fala do projecto, é provável que continue durante muitos mais anos.
Naquele espaço da blogosfera, Tita, como é mais conhecida, relata as suas aventuras desportivas, faz menção a livros que leu, e gostou, publica trabalhos realizados no âmbito escolar, e faz ainda um trabalho de sensibilização ambiental.
A jovem, a frequentar o 7.º ano no Agrupamento de Escolas da Guia, aproveita, ainda, o restante tempo para se dedicar a várias actividades desportivas, entre elas o futebol, o surf, skate e o voleibol. Revela que gostava de ser “jornalista ou jogadora de futebol profissional”, quando a idade lhe exigir as escolhas, mas por agora é o futebol que lhe provoca um brilhozinho nos olhos. Foi recentemente seleccionada para os treinos de captação da Selecção Nacional de Futebol, que pratica “há cerca de cinco anos”, e dedica-se ao “surf desde 2017”. Foi através deste desporto aquático que começou a dar mais importância aos assuntos relacionados com a preservação ambiental.
“Às vezes saio do mar só para tirar algum lixo que vejo na água”, revela. E isso acaba por se reflectir no “grupo” com quem pratica a modalidade. Afinal, “quando uma pessoa toma a iniciativa, os outros ficam mais alerta para as mesmas coisas”, e daí “cada vez mais vejo outros colegas e amigos a replicar a minha acção”. Nesse sentido, a jovem decidiu que o tema também deveria ser abordado no seu espaço cibernético, como tem vindo a fazer.
“Com esta idade não é muito frequente ver as crianças interessadas por estas temáticas, ou com vontade de escrever”, revela a progenitora orgulhosa. Por isso, admite que “é bom estimular estas práticas”.
Actualmente, Matilde Lima anda a ler o livro “A Nossa Casa Está a Arder”, escrito pela jovem activista sueca Greta Thunberg, e assume que “é possível que escreva sobre o assunto no blog”, até porque, para a jovem pombalense, “mais pessoas deviam ler este livro, porque iram perceber o estado do nosso planeta e iriam ficam muito mais preocupadas”.