Luís Martins e Nel Monteiro: de amigos improváveis a amigos para a vida

0
3663

Luís Martins é o pombalense que foi escolhido para habitar a casa de uma cara bem conhecida do público e partilhar o dia-a-dia, aprendendo com as suas diferenças e encontrando semelhanças nas coisas mais importantes da vida.

O jovem, de 21 anos, residente na localidade da Machada (freguesia da Pelariga), participou no programa “Amigos Improváveis – Famosos” da SIC convivendo com o cantor Nel Monteiro e sua família Júlia (mulher) e Debora (filha).
O estudante de Marketing na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria decidiu inscrever-se no programa televisivo ainda antes de conhecer como seria. Viu um anúncio nas redes sociais e de forma “instantânea” inscreveu-se. “Não fazia ideia do que poderia ser, apenas uma experiência social entre um jovem e um sénior”, frisa.
No entanto, só viria a ser contactado pela produção quando a primeira temporada dos “Amigos Improváveis”, que juntava “avós e netos”, já ia a meio. Aceitou o desafio e foi realizar o “casting” a Lisboa. “Olhei para a experiência como uma forma de juntar a parte social à da visibilidade, para futuros projectos”, para além do “convívio com uma outra geração, que é algo que prezo muito”, afirma.
Luís Martins diz que teve a sorte de ser seleccionado para participar em três entrevistas com três famosos. “O único que conhecia era o Nel Monteiro, sobretudo pela admiração que os meus pais tinham por ele”, refere, garantindo que “estava tranquilo em relação a uma escolha, porque me senti à vontade na conversa com qualquer um deles”.
Veio a saber, mais tarde, que seria a produção a indicar com que figura pública iria conviver e partilhar o dia-a-dia. E, foi nessa altura, que teve conhecimento que a escolha recaía precisamente no casal Monteiro, residente em Albergaria-a-Velha.
“Como a ‘tia Júlia’ disse que não gostou tanto de mim na entrevista, como já passou no programa, o desafio era maior, até porque a intenção era mesmo essa, juntar amigos improváveis, e foi isso que aconteceu”, considera.
Apesar de a gravação do programa ter sido cancelada repentinamente devido ao estado de emergência que foi decretado no país na sequência da pandemia à Covid-19, Luís Martins frisa que foi “uma experiência tão boa que já está ali uma amizade para a vida”. “Ficou a tristeza, porque acabou tudo de um dia para o outro. Andávamos muito ocupados com as gravações que estávamos a leste das notícias, pelo que quando soubemos foi um choque enorme”, explica.
Em jeito de conclusão, Luís Martins, que se assume como um “jovem muito focado e ambicioso, sempre na procura de novas ideias e novos projectos”, realça que “qualquer jovem que participe neste programa só tem a ganhar, é daquelas experiências que só nos enriquece enquanto pessoas”.
O pombalense não tem dúvidas que entre si e o conhecido cantor, que já viveu na freguesia de Meirinhas, “fica uma relação para a vida”. Mantém uma ligação com a família Monteiro e confessa que, ainda antes de acabar a experiência, teve o “privilégio” de os trazer à sua casa para que conhecessem os seus pais. “Fiquei muito satisfeito”, vinca.

Partilhar
Artigo anteriorCovid-19 | Manter a criançada feliz em tempos de quarentena
Próximo artigoPedro Brilhante recorre a tribunal para obter informação municipal
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.