Hospital: Taxa de internamento ‘baixa’ encerra serviço de Cirurgia

0
3051

A administração do Centro Hospitalar de Leiria decidiu encerrar “provisoriamente” o serviço de cirurgia do Hospital Distrital de Pombal. Funcionários e utentes mostram-se desagradados com a situação.

Serviço de cirurgia do Hospital Distrital de Pombal está encerrado desde o início de Julho

O serviço de cirurgia do Hospital Distrital de Pombal, que integra o Centro Hospitalar de Leiria (CHL) está fechado desde Julho, deixando muitos utentes sem o acompanhamento especializado necessário. A denúncia foi feita por um funcionário do serviço e confirmada ao POMBAL JORNAL por parte da administração do CHL.
O hospital, porém, recusa que o serviço tenha fechado, explicando que, na verdade, e “de acordo com a deliberação do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, de 2018.07.10, foi decidido encerrar provisoriamente 15 camas no Hospital Distrital de Pombal”, uma “medida que foi igualmente tomada no Hospital de Santo André”. Segundo o Conselho de Administração, esta “redução do número de camas é uma medida de gestão, idêntica ao aumento de camas que ocorre em picos de procura”, que “não tem minimamente posto em causa a capacidade operacional, nomeadamente no internamento, considerando que a taxa de ocupação do internamento neste período é baixa”.
Assim, o CHL explica que a “referida decisão surgiu na sequência de redução da actividade assistencial própria do período alto de férias, que acontece todos os anos nesta época”, e esta deliberação “tem natureza transitória pelo que será reavaliado em contínuo, como foi divulgado internamente”, no entanto, os funcionários do serviço não aceitam esta justificação, e afirmam que foram “apanhados de surpresa”, sendo que os doentes em internamento foram distribuídos por outros serviços do Centro Hospitalar de Leiria, e os trabalhadores, entre assistentes operacionais, médicos e enfermeiros, terão, também, sido recolocados noutros serviços daquela unidade hospitalar, sem “qualquer explicação, e sem data para a reabertura da unidade”.
Relembre-se que a 27 de Junho, deste ano, o HDP celebrou 53 anos de existência, dia em que Licínio de Carvalho, vogal executivo do Conselho de Administração do CHL, recordou a trajectória recente do HDP, após a sua integração no Centro Hospitalar de Leiria, em 2011 e anunciou o plano de investimentos previsto para o HDP, que ronda 1,5 milhões de euros e onde se prevê “a reabilitação do bloco operatório para cirurgia de ambulatório, a construção de uma unidade de internamento de convalescença, a expansão da consulta externa, a requalificação da rede exterior da drenagem de águas residuais e a construção de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais Infectadas”, e deixou a garantia de que “vamos manter o projecto anunciado. Vamos manter o nosso propósito essencial de garantirmos, a par da excelência organizacional, a qualidade assistencial”.
O Município de Pombal, depois de contactado, afirma que “desconhece de forma oficial ou oficiosa qualquer decisão sobre o assunto em apreciação”. Ao Ministério da Saúde também foi endereçado um pedido de esclarecimentos sobre o encerramento deste serviço, que remeteu as questões para o “Hospital em causa”.