Filarmónica quer estimular ballet entre os rapazes

0
1336

Fechou com chave de ouro o ano lectivo da Academia de Dança da Filarmónica Artística Pombalense. Ao longo do fim-de-semana, o Teatro-Cine de Pombal encheu-se de magia para mostrar o que de melhor ali se faz. E isso inclui as classes de Danças Urbanas, a partir dos três anos, Zumba e Corpo e Mente para adultos, ministradas pela professora Patrícia Valente. Sob a responsabilidade da professora Kelly Lisboa estão as classes de Ballet Clássico, a partir dos três anos, Jazz Americano, Sapateado Americano e Alongamento, Flexibilidade e Correcção Postural.
“Mais uma vez, com este espectáculo, mostrámos o bom trabalho desenvolvido ao longo deste ano pelas nossas professoras Kelly Lisboa e Patricia Valente, mostrando em fusão todas as atividades”, refere Carla Longo, presidente da direcção. Orgulhosa, a dirigente diz que “foi um esforço enorme, que não teria visto as luzes do palco sem o esforço dos cerca de 80 alunos e a colaboração preciosa dos pais e amigos, que fizeram mover esta enorme engrenagem que quase esgotou a sala em duas sessões consecutivas”.
A qualidade do espectáculo representa o culminar de meses de trabalho e dedicação que desde a criação da FAPDança, no ano lectivo 2012/2013, tem conquistado patamares crescentes de excelência. “Temos vindo a apostar numa remodelação e renovação baseadas na qualidade das nossas atividades ligadas à dança”, reforça Carla Longo.
Com esta etapa concluída, há agora que colocar os olhos no próximo ano e, nesse campo, há novidades, como adianta a presidente, designadamente a criação de uma bolsa de estudo para rapazes em Ballet Clássico. O objectivo, explica Carla Longo, é aumentar o número de meninos que frequenta a academia, se bem que os benefícios desta prática, no sexo masculino, também não devam ser descurados. “Corpo harmonioso, com músculos flexíveis, fortes e bem definidos, disciplina, capacidade de concentração e memorização, acesso a outras culturas, desenvolvimento de ritmo e musicalidade, acesso a arte de modo geral, profissionalização com possibilidade de carreira internacional e a certeza de que a prática do Ballet não provoca a mudança de géneros”, explica.
A par desta boa-nova, a dirigente anuncia também a introdução de yoga para crianças e adultos, com a professora Sónia Godinho, e preços especiais para escolas e grupos.
“Não posso deixar de realçar que a dança, o desporto, o teatro, a brincadeira, a música e a arte são potenciadores do desenvolvimento psicomotor e permitem a expressão de sentimentos e emoções muitas vezes reprimidos”, sublinha. Por isso, só posso dizer: visitem o nosso stand no Bodo ou venham à nossa sede para a vossa inscrição e a dos vossos filhos”, conclui Carla Longo.