Festival Sete Sóis Sete Luas leva oito espectáculos luso-mediterrânicos a Pombal

0
886

O festival arranca esta quinta-feira com a actuação do 7 Luas 23 Med Ensemble. A entrada é gratuita.

Os Truca Circus (Andaluzia) actuam no dia 18 de Agosto

Oito espectáculos representativos da cultura luso-mediterrânica acontecem a partir desta quinta-feira em Pombal, no 31.º Festival Sete Sóis Sete Luas, que se estende até ao início de Setembro, anunciou o município.
Promovido por uma rede cultural que une 30 cidades de 12 países do Mediterrâneo e do mundo lusófono – Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia -, o festival tem em Pombal uma das cidades portuguesas há mais tempo vinculadas ao projecto, desde 2015.
Incentivando o diálogo intercultural e o intercâmbio de artistas, o Sete Sóis Sete Luas aposta numa programação assente na música popular contemporânea e nas artes plásticas.
Em Pombal, o arranque será com o 7 Luas 23 Med Ensemble. Formado por seis músicos de Cabo Verde, Espanha, França, Itália e Portugal, o projecto criado para o festival actua na Praça Marquês de Pombal, a partir das 22 horas de quinta-feira.
A programação prossegue em Agosto, com concerto no dia 5, da Tarrafal 7Sóis Orkestra, que junta quatro músicos e uma bailarina da cidade do Tarrafal, que vão representar a cultura tradicional da Ilha de Santiago, de Cabo Verde.
A 12 de Agosto, Pombal recebe La Réunion Kreol 7S7L Band, inspirada nas culturas do Índico, enquanto em 18 de Agosto é a vez do circo acrobático da Andaluzia se mostrar a Pombal, no espectáculo do Truca Circus.
A música do sul de Itália também está presente nesta edição, através do Loccisano-Corapi Quartet, que promete energia, canto, bailes, percussão, instrumentos de sopro e a “chitarra batente”, uma guitarra barroca italiana.
De Malta viaja até Pombal o grupo Manatapu, para mostrar no dia 26 de Agosto uma mistura de folk, rock, funk, blues, hip-hop e música popular.
Em Setembro, Sete Sóis Sete Luas reservou para o dia 1 a actuação da companhia de circo-teatro de Bilbao, Orain-Bi. No dia 2, o festival despede-se de Pombal com a Med Luso 7Sóis Band, formada por seis músicos do Brasil, Espanha, França, Itália e Portugal.
As actividades previstas incluem também três concertos em lares do concelho de Pombal e a criação de uma obra de arte urbana, a cargo do artista e ilustrador luxemburguês Alain Welter.
Segundo a informação divulgada pelo município, os espectáculos repartem-se pela Praça Marquês de Pombal e Jardim do Cardal, com entrada gratuita.

LUSA