Empresas são o foco do “Portugal 2020”

0
737

“Quem sabe como tornar as empresas mais competitivas são os empresários”, começou por afirmar o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Manuel Castro Almeida, a uma plateia de empresários e representantes políticos, que marcaram presença na conferência realizada no passado dia 27 de Novembro, no Centro Cultural de Ansião.

Para os próximos seis anos, pode esperar-se menor investimento nas infraestruturas, enquanto que a competitividade empresarial e a internacionalização serão dotadas de uma particular atenção. Mas Manuel Castro Almeida lembra que não será o Governo a dar orientações específicas, cabendo esse papel aos empresários.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, também destacou o apoio às empresas, nomeadamente ao nível da investigação e desenvolvimento, e nos domínios da criação do próprio emprego e da qualificação e certificação das empresas. “Nós não vamos contratualizar projectos, vamos contratualizar resultados”, alertou, sendo que os prémios vão ser calculados de acordo com os resultados obtidos.

2155 milhões para a Região Centro

O Programa Operacional da Região Centro foi aprovado pela Comissão Europeia na passada sexta-feira, reservando uma dotação de 2155 milhões de euros, que constitui um acréscimo de 27% face ao anterior quadro. As metas definidas passam por ter 40% da população jovem com formação superior e que esta região represente 20% do PIB nacional. [/box]