Comissão Municipal de Protecção Civil preocupada com o aumento de casos de Covid-19

0
1346

A Comissão Municipal de Protecção Civil de Pombal está preocupada com o “crescente aumento de casos positivos” de Covid-19, verificados nos últimos dias, isto depois de um período, entre o final de Agosto e o início de Setembro, em que os números chegaram mesmo a zero.
A análise à situação epidemiológica de SARS-Cov-2 no concelho foi feita durante uma reunião que decorreu ontem de manhã, quarta-feira, estando os novos casos de contaminação associados, sobretudo, ao “regresso pós-férias, bem como a uma maior mobilidade e contactos entre cidadãos”, segundo a informação prestada, na ocasião, pela Autoridade de Saúde Pública de Pombal e divulgada hoje pelo Município, através de uma nota de imprensa. “Focos de transmissão que são sinalizados, levando à realização de estes de diagnóstico, sendo este um instrumento essencial para evitar a propagação de casos”, acrescenta a autarquia.

O arranque do ano lectivo foi outro dos temas em análise na mesma reunião, nomeadamente os procedimentos que estão a ser articulados entre o Município, a Autoridade de Saúde Pública, os Agrupamentos de Escolas e as Juntas de Freguesia.
Num período em que muitos regressam das férias, os alunos retomam as aulas e se assiste a uma maior utilização de transportes públicos, a Comissão Municipal de Protecção Civil “alerta para a necessidade de serem redobrados os cuidados e cumpridas todas as recomendações da Direcção-Geral da Saúde, muito em especial por parte dos cidadãos mais jovens”.
E numa altura em que se assiste à realização de vindimas um pouco por todo o concelho, a comissão salienta, ainda, que esse reforço dos cuidados de segurança e prevenção deve estender-se aos que participam naquela actividade agrícola, apelando ao uso de máscara de protecção individual e ao distanciamento físico.
Relativamente à Situação de Alerta, declarada devido ao risco de incêndios rurais, e que foi também objecto de análise na reunião, ficou patente “a necessidade de serem tomadas várias medidas preventivas, estando proibido o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem; a proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração; a proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão; a proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com excepção dos associados a situações de combate a incêndios rurais; e a proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a moto-roçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal”, refere a nota de imprensa.

De acordo com o Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Leiria, o concelho de Pombal tem, neste momento, 15 casos activos da doença. Só nas últimas 48 horas, surgiram mais cinco infecções.