CIVAM festejou 20 anos com nova linha de inspecção

0
2193

O Centro de Inspecções a Veículos Automóveis das Meirinhas mudou a imagem e investiu numa terceira linha de inspecções. Espaço está agora preparado para clientes com mobilidade condicionada.

O Centro de Inspecções a Veículos Automóveis das Meirinhas (CIVAM) comemorou duas décadas de actividade, no dia 6, com a inauguração de uma nova linha de inspecção e a apresentação de uma imagem renovada.

O objectivo do investimento nesta terceira linha é “aumentar a velocidade de atendimento dos clientes”, explicou Valter Branco, um dos sócios, logo depois da bênção do espaço pelo pároco das Meirinhas.

O empresário sublinhou a importância do serviço de inspecção automóvel como “um acto de segurança pessoal e rodoviária” e deixou um apelo para que este não seja encarado como “imposto a pagar”.

Valter Branco apelou para que os condutores não se limitem às inspecções obrigatórias, mas façam igualmente inspecções facultativas, sobretudo antes da compra de carros usados. Isto para que “não se compre gato por lebre”, advertiu aquele responsável.

Na ocasião, Valter Branco anunciou, ainda, que as melhorias feitas no CIVAM tiveram em conta o acesso de cidadãos portadores de mobilidade condicionada. “Com estas alterações proporcionámos também que este centro fosse inovador em vários aspectos”, nomeadamente “ao nível da inclusão”, permitindo uma circulação sem barreiras, frisou o empresário.

Por sua vez, o presidente da Câmara destacou precisamente as duas preocupações associadas ao investimento nesta nova linha: a redução do tempo de espera, por um lado, “e a sensibilidade e preocupação em garantir um espaço acessível a todos”, por outro.

Com um discurso de optimismo na retoma da economia nacional, Diogo Mateus diz que se começa a sentir “uma luz ao fundo do túnel”. Indícios que estão, no entender do autarca, nas iniciativas que, no concelho de Pombal, e num “passado muito recente”, se têm verificado. Demonstram, nas palavras do presidente da Câmara, “a confiança e a esperança de muitos investidores e empresários em continuar a trabalhar, em melhorar os seus negócios, em captar novos clientes e ultrapassar as dificuldades que, de certa forma, um pouco por todo o lado, se sentiram nos últimos anos”.