Cineclube de Pombal: “Tivemos o dobro das pessoas que esperávamos na sessão inaugural”

0
1476
FOTO: André Malheiro

Dinamizado por um grupo de amantes de Cinema, o Cineclube de Pombal arrancou com a projecção cinematográfica de filmes fora do circuito nacional. Com a criação da iniciativa, o grupo pretende “a divulgação, exibição e discussão da sétima arte”. O primeiro evento realizou-se a 18 de Janeiro, e foi ‘um sucesso’.

Quando um grupo de amantes da 7.ª arte se junta, o resultado não poderia ser mais positivo: no fundo foi assim que surgiu o Cineclube Pombal, um projecto dinamizado por ‘amigos’ “que desde há muitos anos tinha o desejo de criar em Pombal, um espaço onde se pudesse exibir e discutir filmes fora do circuito comercial”, revela Carlos Calika, um dos dinamizadores da iniciativa.
Desta forma, e “depois de vários anos de tentativas sem sucesso, em 2020 surgiu a oportunidade de desenvolver em parceria com a Biblioteca Municipal, um conjunto de actividade relacionadas com Cinema”, onde a principal motivação é nada mais, nada menos que “a divulgação, exibição e discussão da sétima arte”, sendo que os eventos têm o apoio da Câmara Municipal de Pombal, a organização é da “responsabilidade do Cineclube de Pombal e da Biblioteca Municipal”, conta o responsável.
Tendo em conta que no último fim de semana, a 18 de Janeiro, se realizou a primeiro “Encontros com o Cinema”, com a projecção cinematográfica do filme Mudar de Vida, José Mário Branco, um documentário realizado por Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo, Carlos Calika admite que o evento “correu acima das expectativas”, uma vez que “tivemos o dobro das pessoas que esperávamos na sessão inaugural”. Foi, portanto, “um óptimo começo”, assume.
Amante da 7.ª arte, Carlos Calika, revela que “desde a sua génese que existiu bastante interesse neste projecto”. Talvez porque, “em Pombal, existem inúmeros profissionais que trabalham em Cinema e Televisão, sem contar com algumas dezenas de cinéfilos amadores”.
Com o objectivo de “reabilitar salas e espaços que não são utilizados há bastante tempo, e que a comunidade pode e deve utilizar para ver e discutir cinema, queremos criar um espaço regular de debate sobre a arte e os seus intervenientes”, neste sentido o dinamizador revela que “existem vários projectos para o futuro”, e adianta que “gostaríamos de fazer exibições ao ar livre já este Verão, realizar algumas workshops e até quem sabe um festival de Cinema em Pombal”, assim como esperam “poder alargar o programa do Cineclube às escolas do concelho e cativar a participação de públicos mais jovens, pois o futuro do Cinema Português está também dependente da maneira como estes olham para o cinema nacional”, continua. No entanto, admite que “tudo isso demora o seu tempo”.
Sendo que “a nossa prioridade é trazer pessoas ao Cineclube, apresentar e discutir propostas e actividade a desenvolver”. Carlos Calika vai mais além e afirma que “o Cineclube de Pombal é de todos e para todos os que queiram participar e ajudar a crescer o projecto”, convidando assim o público a conhecer e explorar o projecto.
Para já a aposta passa pela continuação dos “Encontros com Cinema” no Auditório Municipal, com sessões quinzenais, à Quarta Feira, sendo que o próximo encontro será já dia 29 de Janeiro, às 21h30, com a projecção dos filmes “Viagem à Lua” e o “Gabinete do Dr Caligari”.