Cinco peregrinos atropelados mortalmente em Condeixa

0
1442

Cinco peregrinos, que integravam um grupo de Mortágua, morreram na madrugada deste sábado, 2 de Maio, na zona de Condeixa-a-Nova, na sequência de um despiste de um automóvel ligeiro de passageiros. Mais quatro pessoas foram transportadas para os hospitais centrais de Coimbra com ferimentos graves, entre as quais o condutor do automóvel.

O acidente ocorreu por cerca das quatro horas da madrugada no momento em que o grupo de cerca de 60 peregrinos, que integrava elementos de um agrupamento de escuteiros, percorria a sua caminhada de fé no IC2 (ex-EN1). Numa zona da estrada considerada como “ponto negro” pela empresa Estradas de Portugal, que para salvaguardar a segurança dos milhares de peregrinos que por estes dias por ali circulam, suprimiu uma das faixas de rodagem.

Quatro das vítimas terão tido morte imediata, entre as quais dois jovens de 17 e 18 anos, pertencentes a um grupo de escuteiros. Uma quinta vítima foi transportada com gravidade para os Hospitais da Universidade de Coimbra onde acabou por falecer. No mesmo hospital, bem como no Hospital Pediátrico da mesma cidade, deram entrada mais quatro feridos, alguns dos quais com ferimentos considerados graves.

Os restantes elementos daquele grupo de peregrinos foram transportados para o quartel dos Bombeiros Voluntários de Condeixa-a-Nova onde receberam acompanhamento psicológico enquanto aguardavam por um autocarro, cedido pela Câmara Municipal de Mortágua, para os levar de regresso a casa.

Recorde-se que este acidente ocorreu poucas horas depois de um outro também originado pelo despiste de um automóvel, em Águas Férreas, no concelho de Pombal. Duas mulheres que também faziam a sua caminhada de fé com destino a Fátima foram atropeladas sofrendo ferimentos, uma das quais com gravidade.

ORLANDO CARDOSO