Carnide tem o único Grupo de Bombos do concelho

0
385

São alegres, bem-dispostos e vieram trazer uma lufada de jovialidade à Orquestra Ligeira Juvenil Santo Elias, sediada em Carnide. Falamos do Grupo de Bombos, criado há cerca de oito meses.

O balanço dos primeiros meses de actividade não poderia ser melhor: com 18 elementos, todos apaixonados pela música, sobretudo pela percussão, o Grupo de Bombos quer agora levar bem longe o nome da freguesia e do concelho, uma vez que é o único “grupo com características desta natureza na nossa região”, releva Eusébio Rodrigues, presidente da colectividade.
Quando foi criada, em 1998, a Orquestra Ligeira Juvenil Santo Elias tinha “como objectivo fundar uma filarmónica”, no entanto, com a proximidade de outros projectos semelhantes na região, a ideia acabou por ser adaptada a uma Orquestra. Com o passar dos anos, a actividade do colectivo passou a ser cada vez mais residual, ainda que a componente de formação nunca tenha deixado de existir. Desta forma, e com a necessidade de procurar novos Órgãos Sociais para a colectividade, Eusébio Rodrigues foi incitado a assumir a direcção da associação, e com a sua equipa chegaram também os novos projectos. Afinal, a nova direcção tem exactamente o mesmo tempo de casa que a criação deste divertido grupo musical.
Por ali encontram-se entusiastas dos sete aos 70 anos, mas ainda há a possibilidade de alargar a faixa etária, “caso apareçam outros elementos interessados em integrar no Grupo”. O ambiente não poderia ser mais animado e descontraído, ainda que a tarefa de tocar bombo pareça “mais fácil do que o é na realidade”, é que “é preciso ter um sentido de ritmo apurado e vontade de aprender”. O responsável revela que “praticamente nenhum dos elementos do Grupo tem formação musical”, e por isso aproveita para apresentar o professor, Paulo Tojeira, encarregue de formar os intervenientes.
Apesar de relativamente recente, o projecto tem tido uma “aceitação muito grande junto da população”, mesmo que ainda só tenham feito apenas duas apresentações desde a sua criação. “Também não estamos preocupados com isso, porque queremos aprender e sentirmo-nos confiantes, para depois conseguirmos apresentar um trabalho sólido, robusto e que anime as pessoas”, garante.
Eusébio Rodrigues refere ainda que o número de elementos é flexível e, por isso, convida toda a população a juntar-se ao Grupo, que tem ensaios marcados todas as terças-feiras, a partir das 21h00, na sala da Orquestra, junto ao Salão Paroquial de Carnide.
No que toca à formação, a Orquestra Ligeira Juvenil Santo Elias tem, actualmente, mais de uma dezena de alunos, dentro das modalidades de concertina, acordeão e iniciação à formação musical.