Caleiraeterna é hoje uma marca internacional

0
1442

Especialista em caleiras em alumínio contínuo, a Caleiraeterna celebrou este ano um quarto de século. Um percurso onde a visão empreendedora e a aposta constante na inovação foram alavancas fundamentais para o importante posicionamento detido hoje pela empresa, na sua esfera de actuação.

Mas para perceber melhor o presente, é preciso recuar ao passado e situar a barra cronológica no final dos anos 70 do século XX, altura em que é introduzido, na Europa, o sistema de caleiras em alumínio contínuo. Inspirados por essa técnica e antevendo um enorme potencial, a dupla de empresários Paulo Lopes e Franco dos Santos fundaram a Caleiraeterna, conta Manuel Carreira, director-geral.
Nascida em Abril de 1994, na freguesia de Meirinhas, após uma primeira experiência na montagem, a empresa passou a dedicar-se à transformação de alumínio lacado para produção de caleiras, disponibilizando “tudo o que o instalador necessita para fazer uma obra de caleiras em alumínio contínuo, desde a bobine de alumínio, máquinas e ferramentas, até ao último rebite”, explica o mesmo responsável. Com o crescimento da economia portuguesa no sector da construção no final dos anos 90, a Caleiraeterna consegue um crescimento exponencial e cimenta a sua posição no mercado. Uma realidade que impulsionou a necessidade de ampliar as instalações para dar resposta ao patamar alcançado. Em 2002, para fazer face ao aumento do volume de negócios, a empresa muda-se para o Parque Industrial Manuel da Mota, onde ainda hoje se mantém, num edifício com 5.000m2 de área coberta, implantado numa área total de 12.000m2, recorda Manuel Carreira.
O novo ‘passo de gigante’ na vida da empresa é dado cinco anos depois da mudança para as novas instalações. Nessa altura, a empresa é adquirida por um grupo internacional, abrindo portas à expansão do mercado da Caleiraterna, alavancando as exportações. A empresa assiste, a partir de então, a “uma mudança de paradigma”, como refere Ana Gaspar, responsável pela área administrativa e financeira, atendendo a que deixa de ser “ uma empresa distribuidora e transformadora” para assumir a postura de “uma empresa industrial com capacidade de crescimento”. Tornando-se produtora do Grupo Sodisal, representado pelo Sr. Paul Aberer, no qual se insere, referem os mesmos responsáveis, assistiu-se à “necessidade de dotar a empresa em recursos tecnológicos e humanos”. Em simultâneo, e enquadrado neste desenvolvimento, a firma investe na ampliação da área coberta, “em mais 30 por cento”, totalizando, actualmente, 8.000m2.

Recursos humanos qualificados
Mas ainda que a aposta em tecnologia e instalações que dêem resposta aos crescentes desafios tenham sido fulcrais para fazer da Caleiraeterna uma marca de valor acrescentado, os responsáveis da empresa reconhecem que os holofotes deste sucesso devem ser direccionados para “uma equipa multi-disciplinar, muito focada”, altamente qualificada e, nesse sentido, preparada para dar resposta aos desafios que surgem diariamente, conduzindo a empresa a patamares de excelência e que têm merecido esse mesmo reconhecimento, sendo nos últimos dois anos PME Excelência. “O reforço dos meios e da capacidade tecnológica da Caleiraeterna são um dos factores-chave do sucesso”, sendo que a equipa, constituída por 25 elementos, “é um elemento fundamental do sucesso da empresa”, salienta a administração. Neste contexto, “junta-se o profissionalismo e know how de uma equipa presente há quase 20 anos no mercado” ao reforço da “actividade com uma equipa de gestão”, que confere, a todos os elementos, “capacidade de gestão, inovação e visão para o futuro”.

Uma marca internacional
Desta viagem à história da unidade empresarial ressaltam dados que extrapolam as fronteiras do cepticismo: o crescimento da produção e a sua capacidade exportadora transformaram a Caleiraeterna numa organização líder em sistemas de alumínio para caleiras, não apenas no mercado nacional, mas que haveria de trespassar fronteiras e obter reconhecimento fora de portas. “Com a integração no grupo Sodisal, SL conseguimos alavancar as exportações e fazer da Caleiraeterna uma marca internacional”, comercializada em França e Espanha. Segundo os responsáveis, “hoje em dia mais de 50 por cento da nossa produção destina-se à exportação”.
A partir de 2015, a Caleiraeterna passa a estar capacitada para ter um stock de matérias-primas apenas em bobines largas, conferindo-se maior flexibilidade à produção e a otimização da gestão do stock. Uma estratégia enquadrada na filosofia que a acompanha desde o início. O crescimento desta unidade empresarial foi sempre “acompanhado de um forte investimento em tecnologia e pelo lançamento de novos produtos”, como é o caso de uma nova gama de cores, alumínio texturado e diferentes variedades de espessuras”, refere Manuel Carreira, revelando que, em 2017, o volume de negócio atingiu os sete milhões de euros, sendo que foram transformadas cerca de 1.500 toneladas de alumínio. Num mercado atualmente maduro, a Caleiraeterna quer continuar a apostar no seu core business, o alumínio perfilado em contínuo na obra, alargando a sua utilização às coberturas e fachadas com um sistema de junta agrafada. Com uma recente parceria com a marca Dimos, a equipa acredita que é possível termos em Portugal um potencial de crescimento.

Vantagens das caleiras
As caleiras são um elemento presente em grande parte dos edifícios actuais. As vantagens da utilização são diversas e prendem-se, fundamentalmente, com a “manutenção e conservação de edifícios, motivos estéticos e de conforto, assim como o aproveitamento de água de chuvas pluviais”. Neste sentido, “as caleiras, calhas ou algerozes são canais destinados ao escoamento de águas”, ou seja, “um sistema de drenagem de águas pluviais, assente nas coberturas dos edifícios, que têm como objectivo o encaminhamento da água da chuva para o exterior”. Ao longo dos anos, as caleiras foram alvo de evolução e actualmente é possível escolher entre diversos materiais, modelos, cores e dimensões, entre outros critérios. Na linha da história e tradição associada às caleiras, estes elementos continuam a ser indispensáveis nas diferentes constr

uções: edifícios residenciais, comerciais ou industriais. Sejam redondas, quadradas, interiores ou exteriores, a verdade é que as caleiras se adaptam perfeitamente aos diferentes estilos arquitectónicos com inequívocas vantagens para a conservação dos edifícios. Na Caleiraeterna são transformadas mais de 1 500 toneladas de alumínio por ano, que ganham uma nova vida em caleiras coloridas e de grande qualidade.

*Notícia publicada na edição de 19 de Dezembro