Cabeço do Carriço eleva tradição com carnaval trapalhão

0
1082

O Carnaval, também conhecido como Entrudo, celebra-se este ano a 25 de Fevereiro. São várias as tradições de Carnaval em Portugal e mascaras para todos os gostos. Na região opções não faltam, mas quem passa pelo Cabeço do Carriço não fica indiferente à irreverencia de quem não consegue resistir a umas travessuras carnavalescas.

Hoje o Carnaval assume-se como uma festa onde reinam fantasias e disfarces, na qual miúdos e graúdos festejam usando máscaras e trajes coloridos que não têm possibilidade de usar durante o resto do ano. É uma época de diversão e onde são permitidas brincadeiras, seguindo o provérbio popular, e velha máxima, “no Carnaval ninguém leva a mal”.
Na aldeia do Cabeço do Carriço, na freguesia do Carriço, os populares garantem que ninguém leva a mal, pelo contrário: “quando termina um, já estamos a pensar no próximo”, garante Vítor Reis, um dos principais impulsionadores do Carnaval na localidade. Por ali celebra-se a efeméride com o cortejo “trapalhão”, que começou de uma brincadeira de amigos que tomou proporções sérias e “já não tem nada de trapalhão”, pelo menos no que diz respeito à organização do evento, que é levada “muito a sério”, e onde nenhum detalhe fica esquecido.
Quando, há “uns dez anos”, um grupo de amigos se juntou para “fazer umas brincadeiras”, e “jogar o Carnaval como se fazia antigamente” estavam longe de imaginar o sucesso que este dia faz entre os populares e visitantes. A Associação do Parque Social Cultural e Recreativo do Cabeço associou-se ao evento e conseguiu dar-lhe a dimensão e a divulgação merecidas, “numa forma de dar mais dimensão ao evento”, explica Vítor Reis. No domingo de Carnaval, que este ano está agendado para 23 de Fevereiro, a tarde começa com os cabeçudos, que atraem os visitantes e chamam os foliões à rua, segue-se um cortejo de carros alegóricos, e de todos os grupos, e pessoas que queriam participar.
E se nos anos anteriores dizíamos que as máscaras iam sendo aperfeiçoadas de Carnaval para Carnaval, então por esta altura podemos desvendar um pouco do véu e revelar que este ano os carros alegóricos vão trazer novos figurinos, e a sátira é cada vez mais mordaz. “Não podemos mostrar duas vezes a mesma coisa, por isso andamos o ano inteiro a pensar e a trabalhar em coisas novas e diferentes”, explica Lucília Reis, entusiasta, costureira, e aficionada do Carnaval. “Dá muito trabalho, especialmente os cabeçudos”, é que fazer uma roupinha gira para um “gigantone” de mais de dois metros de altura não é obra para qualquer mão. Para esta edição contabilizamos 11 ‘gigantes do Carnaval’, que encarnam novas personagens, umas bem conhecidas do público e outras acabadinhas de idealizar.
Os tractores e carrinhas da zona também ganham outra vida por estes dias, e “quem não tem pede emprestado”, os habitantes do Cabeço do Carriço “gostam muito deste Carnaval, e por isso, mesmo que não participem directamente acabam por ajudar quem quer entrar na brincadeira”: há quem empreste os tractores, há quem dê uma mãozinha na confecção dos fatos, e há quem ajude com detalhes mais técnicos”. Tudo para que no dia as ruas se encham de alegria e animação, como um verdadeiro cortejo de carnaval deve ser.
Por ali todos os materiais são reciclados, de uns anos para os outros, e “vamos aproveitando e guardando tudo o que achamos que pode vir a ser utilizado”, como fatos antigos, que já ninguém utiliza, até bicicletas velhas, tubos de construção ou restos de tecido. O problema é “ter espaço para guardar tanta coisa”, conta Lucília Reis.
Para Vítor Reis, este é um dos “eventos mais aguardados do ano”, e confessa que “é muito bom ver a comunidade envolvida”. Por norma o cortejo recebe cerca de 250 participantes, e já estão confirmados “13 grupos”, mas os visitantes, esses devem ultrapassar os cinco milhares, garante.
No decorrer do cortejo alegórico, “vamos vendendo pão com chouriço e broinhas de batata-doce”, onde os participantes “ajudam com o que podem”, ainda assim Lucília Reis lamenta que “muitos fujam de ajudar, porque não percebem o trabalho e o dinheiro que gastamos na organização de um evento desta natureza”. A responsável adianta que “há pessoas que nos dão cêntimos, mas também há quem já tenham pegado numa nota de 20 euros para oferecer à organização pelo esforço e dedicação”. E isso, “é muito bonito de se ver”, para além de “ser um incentivo à continuação da tradição”. Para além do cortejo trapalhão, que se realiza a partir das 15h00, a associação ainda oferece um lanche a todos participantes.

Alvaiázere celebra entrudo com desfile tradicional

As ruas de Alvaiázere vão encher-se de foliões, no próximo domingo, 23 de Fevereiro, para os ver passar o tradicional Desfile de Carnaval, que conta este ano a 15.ª edição, e onde é esperada muita animação.
À semelhança de 2019, o XV Festival de Carnaval terá início às 15:00, numa concentração que decorre na Capela de Santo António, seguida de desfile até ao Parque Multiusos. “Nele poderão participar entrudos tradicionais (grupos e pessoas individuais), carros Alegóricos incluindo, ou não, acompanhantes e foliões”, revela a autarquia, sendo que “os inscritos deverão fazer uma paragem para apresentação de coreografia, em frente aos elementos do júri, com a duração máxima de 5 minutos”. Os participantes têm direito a prémios, que variam entre os 20€ e os 200€ e “são entregues no próprio dia”.
Mais tarde o palco dos festejos fica reservado para a conhecida artista popular Rosinha, que actua a partir das 16h30 e promete animar os presentes.

Bombeiros de Ansião organizam baile de Carnaval

Há tradições que não podem cair em esquecimento, e o Baile de Carnaval promovido pelos Bombeiros Voluntários é uma delas. A efeméride é já sobejamente conhecida e atrai largas dezenas de foliões ao Quartel dos soldados da paz. A festa arranca a partir das 22h00 de segunda-feira, 24 de Fevereiro e só termina quando já não houver mais energia. O baile faz-se ao som de Nuno Santos, com a participação especial de Miguel Abreu e a organização adianta que há prémios para o grupo de foliões mais numeroso e para os mascarados mais originais.

Caritas diocesanas traz mais de um milhar para desfilar nas ruas de Pombal

Pombal recebe, pela primeira vez, o desfile de Carnaval dos Centros de Actividades de Tempos Livres (CATL) da Cáritas Diocesana de Coimbra – “SER+” Folião. Desta forma, no dia 24 de Fevereiro as ruas da cidade vão ser invadidas por cerca de 1 000 crianças e jovens fantasiados de personalidades únicas e marcantes do mundo das Artes.
Depois do almoço convívio entre os CATL iniciará a tarde recreativa com o tão aguardado desfile. Agendado para as 13h00, o corso carnavalesco conta com a participação das crianças e jovens de todos os CATL da Cáritas de Coimbra. À semelhança dos anos anteriores, o Carnaval dos CATL da Cáritas de Coimbra insere-se no âmbito do Projecto Educativo “Nasci para SER+”, que, “tendo como foco as crianças e os jovens, assume um papel determinante na articulação e participação comunitária”, revela a entidade organizadora. Este projecto “visa a realização de actividades e desafios que promovam o crescimento dos utentes, ocupando assim de forma útil e instrutiva os seus tempos livres”, e por esse motivo, “também o tema do desfile tem um cariz educacional e histórico que incentiva os mais novos a lembrar grandes nomes do meio artístico”, remata.

Tradição mantém-se no Carnaval de Abiul

À semelhança do que se faz na outra ponta do concelho, em Abiul o Carnaval também é celebrado “à antiga”. As festividades arrancam na noite de sábado, 22 de Fevereiro, onde no pavilhão junto à Praça de Touros se realiza o tradicional baile de Carnaval, animado, como já vem sendo tradição, pelo teclista John Mitchell. Os participantes são convidados a puxar pela imaginação e a surpreender com máscaras mais tradicionais, mais contemporâneas, menos satíricas ou mais provocadoras.
Depois de uma noite de folia carnavalesca, no domingo, 23 de Fevereiro, o cortejo faz-se da parte da tarde, porque também é preciso recarregar energias, e tem como local de encontro o Lar Otília Lourenço. O corso passa pela zona Histórica da vila, atravessa ruas e ruelas e termina na Praça de Touros mais antiga do país, onde os participantes têm a oportunidade de fazer uma apresentação e de receber um brinde de participação. As associações e colectividades da freguesia são convidadas a participar, e é normal ver outros grupos devidamente mascarados.
Se os foliões continuarem a tradição da originalidade, na hora de escolher a máscara, estão reunidas todas as condições para que seja mais um Carnaval memorável.

Vermoil celebra Carnaval ao ritmo dos anos 80

Para os lados de Vermoil também há festa de Carnaval com direito a muita música e animação. Desta feita, a Comissão de Festas do Sagrado Coração de Jesus 2020 está a organizar um baile temático, que reporta aos anos 80, e que tem por objectivo angariar verbas para a realização do certame, com data marcada entre 20 e 23 de Agosto.
O baile arranca a partir das 22h00 de 22 de Fevereiro, e terá lugar no Salão da Sociedade Filarmónica Vermoilense, e a entrada tem um custo simbólico de três euros, que inclui a oferta de uma bebida simples. A organização adianta que “haverá prémios para as máscaras mais originais”.

Pinheirinho promove concurso de máscaras

De forma a assinalar a quadra festiva, na localidade de Pinheirinho, freguesia de Pombal, está a ultimar os preparativos para a realização de um baile de Carnaval onde as três máscaras mais originais vão ser premiadas, assim como o maior grupo, com mais de 15 elementos, e para melhor grupo.
O evento realiza-se na segunda-feira, 24 de Fevereiro, a partir das 21h30, na Associação do Pinheirinho e conta com animação a cargo do artista John Mitchel.

ADAC organiza concerto com Cows Caos e DJ Carnavalesco

A Associação Desportiva de Acção Cultural da Charneca (ADAC) também se associou às comemorações carnavalescas e está a organizar, para a noite de sábado, 22 de Fevereiro, um concerto com a banda Cows Caos. Segundo a organização, trata-se de uma “grande banda, com muito bom nível”, onde é esperada “a participação especial da nossa conterrânea Ellis Rute, na sua performance única e muito agradável”, ressalvam. Apesar de “um pouco em cima da hora”, a ADAC garante será uma noite memorável, onde haverá também “DJ carnavalesco”.

Palace Kiay abre portas aos seniores do concelho

A discoteca Palace Kiay vai abrir portas, na tarde desta quinta feira, 20 de Fevereiro, a partir das 14h00, para receber cerca de 180 utentes de todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Pombal. A organização está a cargo do Grupo de Directores Técnicos da Zona Norte do Distrito de Leiria e promete uma tarde de muita folia para os seniores da região.

Dia de Carnaval celebrado nos Barros da Paz

Se há localidades que optam por celebrar o Entrudo nos dias antecedentes à data, na localidade de Barros de Paz a festa faz-se no próprio dia, a 25 de Fevereiro. As festividades arrancam a partir das 16h00 ao som da banda Big Jovem.

Reis junta foliões na véspera de Carnaval

A Associação de Moradores de Reis, na freguesia de Almagreira, organiza um Baile de Carnaval na noite de segunda-feira, 24 de Fevereiro, a partir das 21h00. A animação fica a cargo do duo musical Netos d’Avó.