Bodo das Castanhas: tasquinhas, desporto e animação

0
1261

Castanhas. Passeio de carros clássicos. Tasquinhas. Concentração de caravanistas. Vermoil, concelho de Pombal, prepara-se para receber mais uma edição do Bodo das Castanhas. “A feira de frutos secos remonta ao século XV”, orgulha-se o Ilídio da Mota, presidente da Junta de Freguesia de Vermoil, que cessa o seu mandato nos próximos dias e que dá a vez a Carlos Santos, e “as tasquinhas já contam com 18 anos de existência”.

Programa do Bodo das Castanhas
Porque não faria sentido haver Bodo das Castanhas sem um magusto, a organização prevê a realização do Magusto Popular no sábado, 28 de Outubro, a partir das 17h00

Cheio de historia e de tradição o Bodo das Castanhas atrai muitos turistas nacionais e internacionais, com a “concentração de caravanistas”, que segundo Ilídio da Mota “chegam a ficar pela região vários dias e trazem uma dinâmica diferente à terra”. Também o passeio de carros clássicos, que se realiza no sábado, 28 de Outubro, chama muitos adeptos e curiosos da modalidade a Vermoil. Mas para o edil o principal segredo para o sucesso do certame “é o empenho e a dedicação das nossas associações que conseguem atrair mais gente”. Ilídio da Mota acredita que as “associações são a alma” do Bodo das Castanhas, que “dinamizam as tasquinhas e mostram a gastronomia da região”.
Bem enquadrado com certame, uma vez que antes de ser eleito como o novo presidente da Junta de Freguesia de Vermoil, Carlos Santos já exercia o cargo de Secretário neste órgão, revela que na edição do ano passado “foram mais de 50.000 as pessoas que passaram por Vermoil” durante os três dias de festa.
A dinamização deste evento faz-se em moldes semelhantes aos que a organização já nos habituou, no entanto, os dois autarcas garantes que “haverá sempre coisas a melhorar”, sendo que o objectivo é que “o Bodo das Castanhas continue a crescer”. As tasquinhas servem os petiscos típicos da região, os produtores trazer as tão aguardadas castanhas, e outros frutos secos, os visitantes podem participar no habitual concurso de bolos caseiros, e a criançada pode aproveitar o dia para participar em “atelieres de culinárias, momentos de leitura e em jogos tradicionais” e brincar nos insufláveis do Bodo Alta.Mente.
Ao ar livre, são esperado “mais de 40 comerciantes de frutos secos”, afinal as castanhas e os frutos secos são “as grandes estrelas” do certame, afirma o autarca. A abertura do Bodo das Castanhas está marcado para as 18:00 de sexta-feira, 27 de Outubro, seguindo-se a tradicional Missa Comunitária, a abertura das Tasquinhas, actuação da filarmónica Vermoilense, e o baile com DualBand. No sábado, 28 de Outubro, o certame abre portas às 12 horas, duas horas depois da concentração, e passeio, de veículos clássicos. Pela tarde está é esperada muita animação com os Amigos da Gaita e o “magusto popular”. A noite termina com a actuação de Dinis Brites.
No domingo, 29 de Outubro, a Feira Secular de Frutos Secos começa cedo, pelas 8:00. Uma hora depois está marcado o início da prova de bicicletas todo o terreno, BTTralhos. As tasquinhas abrem novamente pela hora do almoço e prevê-se uma tarde animada com várias actividades lúdicas de dança, jogos tradicionais e actuações musicais, sem nunca esquecer o cheiro a castanhas assadas.


BTT sem “tralhos” e com leitão

Nem só de festa se faz o Bodo das Castanhas em Vermoil, prova disso é o XI Raid BTTralhos, que se realiza a 29 de Outubro e percorre trilhos, caminhos rurais, públicos e estradas do concelho de Pombal.
Com um percurso de 45 quilómetros, o raid cronometrado tem uma dificuldade física e técnica alta, para quem gosta e pratica esta modalidade afincadamente. Para os menos aventureiros ou com menos resistência a organização está a preparar também um passeio todo o terreno em bicicleta com uma distância de 35 quilómetros e de dificuldade média.
A inscrição nas provas tem um custo de oito euros e incluí a participação no evento, reforço, lembranças, seguro, banhos e lavagem de “bikes”. Para participar nestas provas, os atletas devem fazer a sua inscrição em www.facebook.com/bttralhos.team até 27 de Outubro. A organização tem prémios por escalão, mas a equipa que inscrever mais elementos na prova recebe um leitão assado.
A abertura do secretariado faz-se às 07:30, junto ao campo de futebol de Vermoil e a partida está marcada para as 9h15, depois de todos os atletas passarem pelo posto de controlo.

 

Bolos caseiros
Bolos caseiros vão a concurso
Se tem guardada na gaveta da cozinha uma receita de bolo que faz suspirar toda a família, se calhar está na hora de a tirar do papel, de arregaçar as mangas e de sujar o avental com farinha e ovos. Como já vem sendo tradição, no âmbito do Bodo das Castanhas realiza-se um concurso de bolos caseiros, e quem sabe não é a sua oportunidade de brilhar, ou deliciar…
Para participar neste concurso basta realizar uma pré-inscrição na Junta de freguesia de Vermoil, através do telefone 236 941 756, ou por email (info@jf-vermoil.pt), até 27 de Outubro, depois é só entregar o bolo à organização até às 15h30 de sábado, 28 de Outubro, dia em que se realiza o concurso.
A organização avisa que doces de colher ou bolos não caseiros não são aceites, assim como bolos decorados em pasta de açúcar. O bolo mais saboroso será eleito pelo júri, mas o bolo mais original é escolha do público. Todos os concorrentes recebem um prémio de participação.

 

Carlos Santos, Eugénia Mendes e Ilídio da Mota

Executivo despede-se com “amargo de boca” por projectos não concretizados
O novo Centro Escolar de Vermoil é uma das grandes obras que Ilídio da Mota deixa concluída: “um sonho antigo que tínhamos”, e que só com a “enorme colaboração do Município foi possível ver realizada”, realça o autarca reforçando que “apenas com união de conseguem resultados positivos”. E por falar em “união”, esta é a “principal marca” que deixa na região, afinal uma freguesia com mais de 22 quilómetros quadrados pode tornar as populações “muito dispersas”, mas essa sempre foi “uma tendência que o executivo quis contrariar”.
“Quisemos aproximar as pessoas”, afirma o edil, e vai mais longe “acho que se nota bem essa aproximação”, com a população mais unida “sinto que os fregueses estão mais próximos uns dos outros e mais próximos da Junta”. Ouvir e atender às necessidades da freguesia foi a bandeira máxima do executivo que agora cessa funções. Para Ilídio da Mota “apresentamos uma melhoria substancial na qualidade de vida dos vermoilenses”.
Na área do saneamento “conseguimos cobrir uma taxa superior a 85% da freguesia”, a rede pública de distribuição de água cobre agora a totalidade da população, e no que diz respeito à rede viária também “conseguimos melhorar muito” as condições de transitabilidade, no entanto o autarca afirma que “ainda falta fazer muita coisa”, até porque “as dinâmicas sociais e económicas estão sempre a mudar” e as populações são “cada vez mais exigentes”.
De todos os desejos que tinha para a freguesia de Vermoil, Ilídio da Mota assume que existe dois projectos “muito importantes” que gostaria de ter visto concluídos e que “infelizmente não conseguimos concretizar”. Um destes “sonhos” prende-se com a execução do passeio ribeirinho junto às margens do Rio Arunca, que vai permitir que os habitantes da freguesia tenham “uma qualidade de vida superior”. O projecto fica feito, mas em termos de execução ainda não tem data prevista. O outro “amargo de boca” deste executivo diz respeito à “requalificação da zona desportiva” de Vermoil, que também é um investimento “há muito desejado por todos”, e que vai permitir que a população tenha acesso a infra-estruturas “dignas” e que incentivem à prática desportiva, com a implementação de novas modalidades.
Projectos de futuro
Com a impossibilidade de recandidatar Ilídio da Mota à presidência da Junta de Freguesia de Vermoil, o PSD (Partido Social Democrata) teve a necessidade de encontrar outro candidato com capacidade para “dar continuidade” aos projectos que a freguesia tem, e por isso Carlos Santos foi a pessoa escolhida para encabeçar a lista social-democrata. Quis o povo que fosse eleito como o novo presidente da autarquia, prepara-se agora para “todo o trabalho que tem pela frente”.
Carlos José Mendes Santos tem 54 anos, é casado e pai de 2 filhos, natural da Ranha de Baixo, e a residir nos Matos da Ranha, o novo edil é empresário desde 1983, primeiramente como serralheiro de construção civil e actualmente como avicultor.
A nível politico, foi membro da Assembleia da Freguesia Vermoil de 1989 a 1993 e secretário da Assembleia da Freguesia de Vermoil de 1993 a 1997. De 2005 até a presente data é o secretário da Junta de Vermoil, o que faz como que esteja “absolutamente familiarizado com as necessidades e com os projectos da freguesia”.
O autarca defende a “conclusão da rede de saneamento básico na freguesia”, assim como a promoção, a manutenção e a valorização dos fontanários. Outra das preocupações do executivo “prende-se com a construção de passeios pedonais nas estradas municipais”, e na limpeza das bermas. No que toca à educação, Carlos Branco pretende dinamizar o Centro Escolar, assegurar Actividades de Tempos Livres para as crianças e jovens, ou promover os transportes escolares, aproveitando os meios de transporte da Junta para o transporte de crianças a actividades desportivas fora da freguesia de Vermoil.
“Continuar a pugnar pela criação de uma Unidade de Saúde familiar”, é outra das grandes apostas do novo autarca vermoilense, que garante continuar na luta pela concretização destes projectos. “Temos muita vontade de trabalhar, e muita coisa para fazer”, admite.

Notícia publicada na edição impressa de 19 de Outubro