António Monteiro distinguido com Prémio Carreira

0
305

O antigo atleta internacional de atletismo António Manuel Santos Monteiro foi distinguido durante a Gala do Desporto da Junta de Freguesia de Pombal com o Prémio Carreira.
A distinção, que lhe foi entregue por Neno, antigo guarda-redes internacional de futebol, pretendeu reconhecer o “percurso, com cerca de 18 anos de dedicação ao atletismo e ao desporto em geral” de António Monteiro, bem como pela “sua entrega, paixão e resiliência”.
Natural de Pombal, o atleta actualmente com 56 anos de idade despertou para o desporto quando era estudante, recorrendo ao então descampado designado “estádio da palha” para treinar. Em 1977 iniciou a sua actividade na equipa de atletismo do Sporting Clube de Pombal, sendo que um ano depois, através de um amigo, acabaria por ir para a Associação Académica de Coimbra.
No entanto, as suas prestações chamaram a atenção de grandes clubes como o Benfica e o Sporting de Portugal. Movido pelo coração e também porque o clube de Alvalade tinha mais mística com os nomes de Carlos Lopes e Fernando Mamede, decidiu aceitar o convite dos “leões”.
Ao longo da sua carreira, muitos foram os títulos que conquistou. Além dos inúmeros títulos como campeão regional de Coimbra e Lisboa de atletismo em 800 e 1500 metros, sagrou-se Campeão Nacional de Atletismo em 1500 metros, em 1986; Campeão Nacional em 800 metros e 1500 metros, em 1987; Campeão Nacional por Equipas, em 1987 e 1988. Recorde-se ainda que na época de 1991, ganhou nos 5000 metros tudo o que havia para ganhar, nomeadamente, o Campeonato de Lisboa, o Campeonato de Clubes e os Campeonatos de Portugal. Foi ainda, nesse mesmo ano, Campeão Nacional de Pista Coberta em 1500 metros e 3000 metros.
Em termos internacionais, foi um senhor de ouros por esse Europa fora, quer envergasse a camisola do Sporting ou a de Portugal. Por duas vezes esteve quase a integrar os Jogos Olímpicos, tendo sido considerado como atleta pré-olímpico. Um segundo apenas lhe roubou o passaporte para as olimpíadas de Barcelona.
Como marcas mais relevantes a nível europeu, destaque para o 5º Lugar em Budapeste e o 6º Lugar em Glasgow nos Campeonatos Europeus de Pista Coberta, em representação de Portugal. Para além destes incríveis resultados, foi recordista Ibérico por Equipas em 1500 metros, marca atingida no ano de 1992, em Lisboa.
Uma pequena fractura de esforço no pé, ocorrida em 1993, acabou por influenciar o seu futuro desportivo, o que viria a suceder em 1995. Dois anos depois, como reconhecimento pela sua carreira desportiva, recebeu a medalha municipal de cultura e mérito desportivo. No ano de 2008, em reconhecimento pela carreira desportiva e dedicação ao atletismo a Associação Distrital de Atletismo de Leiria, em parceria com o Município de Pombal, cria o “Meeting António Monteiro”.
Para além de António Monteiro, a Gala do Desporto da Freguesia de Pombal distinguiu outros nomes sonantes do desporto local.
O Prémio Dedicação foi entregue à técnica de equipamentos do Sporting Clube de Pombal, Isabel Serra, enquanto o galardão de Mérito Desportivo distinguiu Bruno Casinha, comissário técnico da federação internacional de basquetebol.
O Núcleo do Sporting Clube de Portugal de Pombal (NSCP) foi distinguido com o título Instituição Desportiva do Ano, que viu o seu presidente Ricardo Mota e o seu treinador de futsal Nuno Marques a receberem os galardões de Dirigente do Ano e Treinador do Ano, respectivamente.
Já a o prémio de Equipa do Ano foi entregue à vice-campeã europeu de futsal juvenil 2018, equipa de juvenis masculinos de futsal do Agrupamento de Escolas de Pombal.
Durante aquele Gala do Desporto foram atribuídos, ainda, os prémios de Atleta Revelação (par misto da Acropombal, Tomás Conceição e Bruno Gameiro); Atleta Feminino (basquetebolista do Núcleo do Desporto Amador de Pombal, Irís Mendonça Mendes) e Atleta Masculino (par de ginastas da Acropombal, Danilo Horoberts e João Pedrosa).

Partilhar
Artigo anteriorGuia vai ter centro escolar de dois milhões de euros
Próximo artigoCâmara abre novo concurso para requalificar o Jardim das Laranjeiras
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.