Alitém voltou a receber, pelo 19.º ano consecutivo, um dos eventos mais queridos da região, a habitual Mostra Gastronómica. O evento decorreu entre 23 a 25 de Agosto, em Santiago de Litém, e trouxe muito fervor, animação, tasquinhas e reencontros. Dinamizado pela União das Freguesias de Santiago, São Simão de Litém e Albergaria dos Doze, o certame aliou a gastronomia, o artesanato e a animação.


Durante a sessão de abertura do certame, Manuel Nogueira Matos, presidente da União das Freguesias, aproveitou a presença de Diogo Mateus, edil pombalense, para dar a conhecer os “anseios” da região.
Para o autarca, “existe a necessidade urgente da criação de um espaço ordenado e preparado para a instalação e fixação de indústrias em Albergaria dos Doze” e explica que “por falta de colaborações dos proprietários dos terrenos, não foi ainda possível a viabilização do projecto, para o cruzamento de Santiais”. Contudo, espera que a situação seja ultrapassada num futuro breve.
Manuel Nogueira Matos admite que sempre teve o apoio da autarquia em todos os projectos que têm vindo a desenvolver e revela agora que “é importantíssimo criar um eixo de ligação rodoviária desta União das Freguesias ou à A1, ou IC2, ou IC8, de forma a aumentar a procura dos agentes económicos, para se instalarem neste espaço territorial e manter a coesão que não se quer ver destruída pela retirada de escolas, instituições bancárias, serviços de saúde”, considerando-os “particularmente imprescindíveis e de urgente discussão, para o avanço de forma a evitar maiores prejuízos para a população, criar empregos e proporcionar a fixação de mais famílias, aumentar o número de alunos, rentabilizar as escolas, os equipamentos desportivos, culturais e associativos”. Em suma, “criar riqueza e crescer”, rematou.
Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Pombal, Diogo Mateus, aproveitou o momento para revelar uma “decisão muito recente”, relativamente a uma candidatura apresentada pelo Centro Social de São Pedro. “Uma decisão favorável à candidatura apresentada ao 2020, que vai permitir continuar com o conjunto de investimentos, que já estavam a ser desenvolvidos, não só no que toca à requalificação e ampliação do espaço e que agora, com um projecto que ultrapassará os 300 mil euros, juntando-se aos 176 mil que estão a decorrer, permitirá a esta instituição ter um incremento qualitativo das suas instalações, corrigindo um conjunto de problemas que as instalações já apresentavam”, realçou o autarca.