Woods: a dança dos selvagens

0
3039
Filipe Mendes, Jonathan Pereira e Núrio Simões são os mentores do “Woods - Wild Sunset”

Vários pombalenses decidem sair dos seus “estúdios improvisados” para mostrar o que andam a fazer, uns já atingiram um patamar internacional, outros que ainda agora estão a dar os primeiros passos nestas andanças. Núrio Simões, Filipe Mendes e Jonathan Pereira estão a preparar a primeira edição do Woods – Wild Sunset.

 

Foi numa tarde solarenga de Abril que Jonathan Pereira, Núrio Simões e Filipe Mendes, “numa brincadeira”, e enquanto passavam umas músicas, se lembraram de “fazer uma festa para 15 ou 20 pessoas”, no fundo apenas para amigos mais chegados. No entanto, pensamento para ali, conversa para aqui e ideias a borbulharem, questionaram-se: “mas e se fizéssemos uma coisa mais séria, uma coisa maior e em que a ‘malta’ pudesse vir para ouvir música diferente?”.

Limaram ideias, ouviram opiniões e quando pararam para respirar já estavam no centro da organização de um evento que pretendem “que seja o primeiro de muitos”, porque “queremos mesmo que o conceito venha para ficar” e que também “mude um bocadinho os hábitos” de quem ouve música.

Fartos de percorrer dezenas, ou centenas, de quilómetros para ouvirem o estilo de música que os faz vibrar, acreditam que “na zona centro é muito difícil encontrar um evento com estas características, dentro desta cena musical”. Assumidamente amantes, e consumidores, de musica electrónica, que pode ir desde o deep house, ou techno, passando pelo house, ou pelo soul, no Woods – Wild Sunset os artistas convidados são todos ligados a estas correntes, “mas não tocam o típico house comercial a que as massas estão habituadas”, pode roçar na electrónica underground. Mas nisso combina com o ambiente natural onde se vai realizar a festa: no Parque de Merendas do Cotrofe, “que tem boas acessibilidades e fica a apenas três quilómetros de Pombal”.

O espaço tem sombras agradáveis, recantos encantadores e condições para receber um evento desta natureza. Ao palco sobem nomes como Baudsound, Eduardo, T. Squared, Muspheller e Rita Zukt, que figura como cabeça de cartaz.

Para a realização do evento, os três amigos, e companheiros nesta aventura, conseguiram o apoio da Xarlie Cerveja, que até vai aproveitar o evento para dar a conhecer um novo tipo de cerveja que vão introduzir brevemente no mercado, para além desta, contam ainda com o patrocínio da 365 Viagens e da The Archive Records.

Este sunset ‘selvagem’ dança-se a 5 de Agosto, entre as 16 e as 02 horas, e o bilhete, com o custo de cinco euros, pode ser adquirido na Barbearia Porta 26, no Sco Bar ou junto dos promotores do evento.

Partilhar
Artigo anteriorPSP detém quatro condutores alcoolizados
Próximo artigoFreguesia da Pelariga já tem posto dos CTT

Nasceu em 1985, estudou Comunicação Social na Escola Superior de Educação de Coimbra e participou num curso de formação em Jornalismo e Crítica Musical. Passa os dias a ouvir música, adora assistir a concertos e sonha viajar pelo mundo com uma mochila às costas.