“Re-Nascer Summit” quer ajudar a reflectir sobre o futuro da região

0
390

Pedrógão Grande vai receber a 3 de Novembro a conferência “Re-Nascer Summit”, um momento que pretende ajudar a reflectir sobre a região afectada pelos grandes fogos de Junho de 2017 e a apontar caminhos para o futuro. A iniciativa surge na consequência do projecto “Re-Nascer”, criado por três amigos de Pedrógão Grande – Feliciano Roldão, Sofia Carmo e Bruno Fernandes – e apoiado pela incubadora “A Ponte” e a “Associação New Discoveries Portugal”.
Depois de terem realizado um concurso de ideias de negócio e uma conferência em Outubro de 2017, o projecto lança agora a “Re-Nascer Summit”, que a organização espera que se afirme como “a conferência de referência sobre empreendedorismo no Interior”.
Segundo um dos membros da organização, Feliciano Roldão, este evento pretende ser um momento de reflexão sobre a região, mas também uma oportunidade para “inspirar as pessoas da região, divulgar os talentos que aqui existem e promover o ‘networking’ entre empresários, associações e autarcas”.
A conferência vai centrar-se em dois temas: Marca Regional e Tendências para o Interior.
“As marcas são importantes para o desenvolvimento das regiões e nesta região falta uma identidade. Não há nenhuma empresa na região com marca forte que possa contribuir para o desenvolvimento local e também não há nenhuma marca que a identifique ou a distinga”, explanou Feliciano Roldão, apontando para os casos da Delta em Campo Maior ou para os vinhos ou a indústria da madeira no Douro e em Paços de Ferreira, respectivamente.
Por outro lado, também se irá abordar as tendências para a região e falar das oportunidades de apoios e projectos para o interior, sendo necessário “apontar caminhos para quem queira abrir um negócio”, frisou Feliciano Roldão.
Para além de debates em torno desses dois temas, haverá também um momento de discussão entre autarcas locais e associações empresariais e uma apresentação dos projectos que concorreram ao concurso de ideias de negócio que o “Re-Nascer” organizou.
De acordo com Feliciano Roldão, durante a “Re-Nascer Summit” deverá também ser anunciada a abertura da incubadora do projecto, que vai arrancar na Castanheira de Pera, um dos concelhos mais afectados pelo grande incêndio de Pedrógão Grande.

Partilhar
Artigo anteriorCentro Hospitalar vai criar Unidade de Hospitalização Domiciliária
Próximo artigoPombalense lança guia turístico da Guiné-Bissau
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.