PSD reúne “notáveis” na segunda Academia Mota Pinto

0
170

A Secção de Pombal do Partido Social Democrata (PSD) vai reunir, no próximo sábado, um conjunto de “notáveis” do partido na segunda edição da Academia Mota Pinto, que terá lugar no Teatro-Cine a partir das 09h30.
O evento será distribuído por três painéis temáticos que “pretendem revisitar os importantes contributos de Carlos Alberto Mota Pinto, enquanto dirigente do PPD/PSD, deputado, ministro e primeiro-ministro, e, a partir deles, fazer uma reflexão sobre a actualidade política”, refere a estrutura concelhia.
No primeiro espaço de intervenção, Fernando Negrão (líder da bancada parlamentar do PSD) e Pedro Pimpão (deputado), “falarão da sua experiência na Assembleia da República e o papel deste órgão no garante de equilíbrio do regime democrático”, diz o PSD Pombal.
Segundo a estrutura concelhia dirigida por Manuel António Santos, “a perspectiva europeia será desenvolvida no segundo painel de intervenções, que contará com o eurodeputado Paulo Rangel e a investigadora e docente universitária, Dina Sebastião”. “Neste espaço, procurar-se-á debater a importância de Mota Pinto na concretização da adesão de Portugal à CEE e os temas desafiantes que presentemente se colocam à União Europeia”, adianta.
Por fim, em almoço-conferência, será revisitado o papel do pombalense Mota Pinto no governo do “Bloco Central”, “Governo de Coligação” ou “Governo de Centro Esquerda”, experiência governativa de 1983 a 1985 “importante para a consolidação do regime democrático”. “Promover-se-á uma partilha de ideias que contará com as intervenções de Ângelo Correia, coordenador para a área da Defesa do Conselho Estratégico Nacional do PSD, e de Paulo Mota Pinto, professor universitário, presidente da mesa do congresso do PSD e filho de Carlos Alberto da Mota Pinto”, diz a Secção de Pombal do PSD.
A estrutura concelhia do partido enaltece a importância daquele evento “de formação política e reflexão cívica, que pretende igualmente recordar Carlos Alberto da Mota Pinto, pombalense, distinto académico e destacado político português, que, entre outras, desempenhou as honrosas funções de primeiro-ministro de Portugal.”

Partilhar
Artigo anteriorFraca qualidade dos serviços de telecomunicações revolta população
Próximo artigoComerciantes desafiados a criar montras ecológicas
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.