Pombalense lança guia turístico da Guiné-Bissau

0
1611

A pombalense Joana Benzinho, presidente da Afectos com Letras, Organização Não Governamental (ONG) sediada em Pombal, apresentou, recentemente em Bruxelas, o guia turístico “À descoberta da Guiné-Bissau Bissau”. Uma obra escrita, em parceria com Marta Rosa, também dirigente e voluntária da ONG, e financiada pela União Europeia.
“A casa esteve cheia, literalmente cheia, para conhecer a Guiné positiva, aquela que nos leva, na ONG Afectos com Letras, sempre a querer voltar”, revelou Joana Benzinho, acrescentando que “foi um final de tarde muito bonito na companhia do Embaixador da Guiné-Bissau na Bélgica, do ex-Embaixador da União Europeia na Guiné-Bissau, do Patche di Rima que veio propositadamente a Bruxelas cantar o momento e das dezenas de pessoas que quiseram estar connosco. E foram muitas”.
Por outro lado, foi inaugurada no Hotel Gat Rossio, em Lisboa, a exposição de fotografia “Have a Dream”, com as receitas a reverterem para a Afectos com Letras, tal como aconteceu no passado mês de Abril com a primeira exposição no Lx Factory. Na ocasião, as verbas angariadas foram aplicadas na recuperação do telhado do Orfanato Betel, em Bissau, e em melhoramentos na cozinha com refeitório, bem como na aquisição de um projector que vai proporcionar sessões de cinema ao ar livre às crianças institucionalizadas.
Entretanto, a ONG dirigida por Joana Benzinho está a construir uma cozinha na Creche Fá de Varela, co-financiada pela Afectos com Letras que assegura o pagamento dos salários a seis educadoras. A intervenção “irá facilitar em muito a realização da refeição diária que é dada às crianças e que até agora era feita noutro local e levada até ali de carro”.

Partilhar
Artigo anterior“Re-Nascer Summit” quer ajudar a reflectir sobre o futuro da região
Próximo artigoRegião de Leiria combate insucesso escolar
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.