Open Internacional de Xadrez correu mundo

0
226

Terminado o Open Internacional de Xadrez Marquês de Pombal que aconteceu no fim-de-semana passado, 28 e 29 de Outubro na Fabrikarts – Escola de dança e artes integradas, Pombal recebeu jogadores de diversas cidades do país, e do estrangeiro.
Presente esteve Ana Baptista, que este ano venceu os campeonatos nacionais nas três frentes: rápidas, semi-rápidas e clássicas, e que foi homenageada com uma obra do artista plástico pombalense Rui Cavalheiro.
Este ano, o evento teve uma novidade, que passou pela “transmissão dos jogos on-line”, e que para além de ter trazido várias dezenas de xadrezistas a Pombal, também ainda teve a oportunidade de ser visto em vários pontos do planeta, “num determinado momento tivemos 300 pessoas a visualizar os jogos simultaneamente”, anunciou Jorge Barrento, organizador do evento.
Para Pedro Pimpão, presidente da Junta de Freguesia de Pombal, “esta é uma modalidade com um forte potencial”, e “em que se deve apostar”. Pedro Brilhante, vereador da Câmara Municipal confidenciou que tem “uma relação muito especial com o xadrez”, tendo chegado a ser “federado”.
O grande vencedor da oitava edição do Open Internacional Marquês de Pombal foi Pedro Rego, e se houve prémio a ser entregue por equipas, a Oficina Criativa – Fabrikarts teria sido a galardoada.