Open Internacional Marquês de Pombal alia xadrez à cultura

0
149
Obra de Aquilino Ferreira, artista plástico de Vieira de Leiria

À semelhança do que tem vindo a acontecer, o último fim-de-semana de Outubro, 27 a 29, volta a transformar a cidade de Pombal na capital nacional do xadrez, com a realização do VIII Open Internacional Marquês de Pombal e Torneio Jovem.
Mas não é só de xadrez que falam as actividades desenvolvidas pela Secção de Xadrez Oficina Criativa – Fabrikarts. A preocupação tem passado por aliar a modalidade a outras expressões artísticas, tal como aconteceu, por exemplo, na última edição do Open Internacional Marquês de Pombal. Jorge Barrento, promotor do evento, afirma que “estão em marcha vários projectos com o intuito de juntar sinergias entre vários actores da vida cultural do concelho”, mas onde o xadrez é também parte integrante. “Como pombalense, sinto que temos o dever de tentar deixar algo aos nossos filhos, dando-lhes oportunidade de desenvolverem aptidões em áreas que os aliciem e às quais, de outra forma, não têm acesso”.
O objectivo é que se desenvolvam projectos individuais e em conjunto”, nomeadamente na área da pintura, fotografia, letras e música, adianta aquele responsável. Além disso, “o projecto quer dar continuidade aos torneios internacionais, torneios boémios, centro de estágio de alto rendimento, palestras e tertúlias de xadrez”, apontando já o próximo ano como de “revolução cultural”. “É mais uma tentativa de unir as mais variadas artes, e em especial o artista local, cuja qualidade é de excelência”, sublinha.
Assim, e dentro da temática “Conhecer Pombal à boleia de um xeque-mate”, estará patente ao público uma exposição do artista plástico Aquilino Ferreira, concertos de jazz com Francisco Gonçalves Quartet, e o pombalense Leonel Mendrix veste a pele do Rapaz Improvisado, espectáculos de dança também estão contemplados no programa e interpretada “pelos magníficos jovens da Fabrikarts”, e poesia por Nelson Lobo Rocha
Ainda na temática “Conhecer Pombal à boleia de um xeque-mate” os melhores xadrezistas serão premiados com obras dos nossos artistas locais, João Faria, Rui Cavalheiro, Miguel Bastos, Raquel Fradique, Aquilino Ferreira, Nelson Lobo Rocha e Paulo Lopes são alguns dos artistas que aderiram a este projecto.
O Grande Mestre António Fernandes vencedor da última edição do Open internacional sublinhou, no decorrer da prova que venceu em 2016, que este “é dos poucos torneios a nível nacional que conciliam estas duas vertentes: o xadrez e a arte, pelo que é de louvar o trabalho que o Jorge Barrento tem feito, apesar das condições diminutas que tem”, dando nota que a sua presença é o cumprir de uma promessa.
Está confirmada a presença da campeã nacional Ana Filipa Baptista, que este ano venceu os campeonatos nacionais nas três frentes: rápidas, semi-rápidas e clássicas; e que vai ser homenageada com uma obra do artista plástico pombalense Rui Cavalheiro.
Para os jovens não federados, este ano têm a oportunidade de participar no VIII Torneio Jovem Marquês de Pombal, com o ritmo de 15 minutos KO. Para os interessados em aprender mais sobre este jogo milenar ou em participar no Open Internacional e Torneio Jovem, podem contactar os responsáveis pelo projecto através dos e-mails oficinacriativa.pbl@gmail.com, jorgebarrento@gmail.com, geral.fabrikarts@gmail.com ou telefone 236 207 026.