Odete Alves quer reorganizar e afirmar o PS em Pombal

0
1400

A nova presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista (PS) de Pombal, Odete Alves, quer reorganizar e afirmar o partido no concelho. Militante há 16 anos, a advogada foi a única candidata ao cargo até agora ocupado por Alberto Gameiro Jorge com um projecto que considera “renovador, moderno, direccionado especialmente aos militantes, procurando aproximá-los, motivá-los e uni-los”.

Odete Alves foi a única candidata à liderança da concelhia

Com a moção estratégia “Afirmar o PS – Mudar Pombal”, Odete Alves considera que “é urgente que o PS se reorganize de modo a afirmar-se, desde já, no panorama local como uma alternativa credível, diferenciadora e capacitada para travar os próximos combates políticos”.
Recorde-se que nas eleições de 1 de Outubro, os socialistas registaram o pior resultado de sempre nas autárquicas, conseguindo eleger apenas um vereador para a Câmara e quatro membros para a Assembleia Municipal. Conseguiu, por sua vez, conquistar ao PSD a presidência da Junta da Redinha.
Odete Alves acredita que “o PS só poderá renovar-se e modernizar-se, se promover o debate de ideias, e respeitar e valorizar a diferença de opiniões”. “Aproximar os pombalenses, abrindo o PS aos simpatizantes e às forças vivas do concelho, colhendo as suas opiniões”, acrescenta.
Para a nova líder socialista, “só através de uma estratégia de promoção de militância activa e responsável, alicerçando na sua participação, e na abertura à sociedade e aos eleitos é possível afirmar o PS e ganhar a confiança das pessoas”.
“O PS tem que afirmar um conjunto de propostas de desenvolvimento sócio-económico para o concelho, combatendo as assimetrias e as desigualdades que se verificam, perseguindo sempre a melhoria do bem-estar das pessoas”.
Odete Alves, de 44 anos, tem integrado as listas do partido às autárquicas desde 2001, tendo sido deputada municipal e líder de bancada em dois mandatos, assim como deputada da Assembleia de Freguesia de Pombal. Integrou várias comissões políticas distritais e foi candidata a deputada à Assembleia da República, por Leiria, onde chegou a ocupar o lugar temporariamente em 2009. A nível associativo, é membro fundador e vice-presidente da Associação de Pais de Pombal.
A tomada de posse dos novos dirigentes da Concelhia do PS Pombal decorreu no passado dia 26 de Janeiro, tendo sido realizada a primeira reunião da Comissão Política Concelhia, constituída por 21 elementos: Odete Alves, Patrícia Carvalho, Luís Simões, Leandro Siopa, Elisabete Alves, Raul Bruno, Joel Gomes, Carla Mariza Pereira, Aníbal Cardona, Alberto Gameiro Jorge, Sandra Ferreira, Guilherme Ferreira, Vítor Gomes, Marlene Matias, Fernando Parreira, Luís Matias, Tânia Santos, Carlos Lopes, Adelino Mendes, Maria Emília Brito e Carlos Pinto.
Na ocasião foi eleita a mesa da Comissão Polícia, que passou a ser presidida por Vítor Gomes, coadjuvado pelas secretárias Marlene Matias e Carla Mariza Pereira.
Por sua vez o secretariado da estrutura concelhia do partido é composto por Odete Alves, Patrícia Carvalho, Luís Simões, Leandro Siopa, Elisabete Alves, Raúl Bruno, Joel Gomes, Aníbal Cardona, Alberto Gameiro Jorge, Guilherme Ferreira, Luís Matias e Francisco Matias (coordenador concelhio da JS).

Partilhar
Artigo anteriorBenefícios da Mesa Radiónica
Próximo artigoCARTAS POMBALINAS | As freguesias enquanto agentes mobilizadores da comunidade
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.