Jorge Claro renuncia ao cargo de vereador da Câmara de Pombal

0
814

Jorge Claro, único vereador eleito pelo Partido Socialista (PS) da Câmara Municipal de Pombal, renunciou ao cargo, anunciou a Concelhia do partido através de uma publicação na sua página no Facebook, nesta terça-feira, 14 de Agosto.
Segundo a Concelhia, a renúncia do vereador, que encabeçou a lista socialista nas últimas eleições Autárquicas, foi comunicada no passado dia 3 e resultou de “uma decisão concertada e acordada previamente” com a estrutura dirigida por Odete Alves.
Na mesma nota, os socialistas expressam “publicamente e penhoradamente o seu agradecimento ao Eng.º Jorge Claro, pela sua disponibilidade, não só em encabeçar a lista do PS à Câmara Municipal de Pombal nas últimas eleições autárquicas, mas também pelo seu desempenho nas funções de vereador no anterior mandato e também no mandato em curso, sempre pautado por elevados padrões cívicos e políticos”.
“O empenho e o esforço que sempre dedicou no exercício de tais funções, são reveladores da sua entrega genuína e do seu sentido de responsabilidade e compromisso na defesa dos interesses comuns dos pombalenses, e que muito nos honrou”, adiantam, acrescentando que o agora ex-vereador, “deixa como candidato à Câmara e como vereador uma marca de rigor e seriedade, mas também de visão e de diligência na procura de soluções para os problemas do concelho, respeitando sempre as pessoas e as regras democráticas.”
A Concelhia socialista refere, ainda, que “continuará a contar com o cidadão Jorge Claro e com os seus inestimáveis contributos, na defesa dos interesses de Pombal e dos pombalenses”, anunciando que Odete Alves assumirá o cargo de vereadora no executivo municipal.

Partilhar
Artigo anteriorPombal é cidade há 27 anos: Câmara e Junta de Freguesia comemoram data
Próximo artigoVila Cã celebra gastronomia local com Confraria do Tortulho
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.