Hugo Ferreira vence Open Internacional Marquês de Pombal

0
247

Nos passados dias 26, 27 e 28 de Outubro, Pombal através da Oficina Criativa – Fabrikarts, realizou o IX Open Internacional Marquês de Pombal. O torneio trouxe até a cidade do Marquês xadrezistas de norte a sul do país, bem como de Angola, Espanha e Inglaterra.
O torneio, com o ritmo utilizado de 90 minutos, mais 30 segundo por lance, num total de cinco rondas, contou com a arbitragem de Carlos Ferreira, recentemente promovido a arbitro FIDE. O Open Internacional de Pombal foi assim o seu primeiro torneio nesta nova categoria.
Como já vem sendo hábito, o Open Internacional tem a particularidade de aliar o xadrez com as artes plásticas, a música, a dança, e uma exposição de pintura do Mestre Aquilino Ferreira, natural da Praia da Vieira, deram o mote nesta nona edição ao “Conhecer POMBAL à boleia de um xeque mate”. O artista plástico, Aquilino Ferreira, agraciou o primeiro classificado com uma das suas pinturas, a “Guerra dos Tronos”, obra concebida e personalizada para o evento.
No âmbito das “Homenagens do Marquês”, Lídia Carrola, artista plástica que escolheu Pombal para a sua residência permanente, presenteou o jovem Mestre FIDE Francisco Veiga, de apenas 15 anos de idade, com um dos seus trabalhos.
O grande vencedor da nona edição do Open Internacional Marquês de Pombal foi Hugo Ferreira, a representar os Ferroviários do Barreiro, Francisco Veiga, da Escola de Xadrez do Porto, foi o segundo classificado e Adérito Pedro, Mestre Internacional de Angola, fechou o pódio, em terceiro.
Durante o evento, decorreu ainda o IX Torneio Jovem Marquês de Pombal, destinado aos xadrezistas mais novos, até aos 14 anos de idade, federados e não federados. Mark Orlov Silva, a representar a Escola Xadrez do Porto, foi o grande vencedor, da mesma Escola, Sofia Valente conseguiu a segunda posição e a fechar o pódio Henrique Basílio dos Corvos do Lis.
Destaque para os xadrezistas da Oficina Criativa – Fabrikarts, David Chornyy, sexto lugar da geral e terceiro classificado do escalão Sub 10, Lourenço Dias, oitavo lugar da geral, e Emídio Montes Judá terceira posição no escalão Sub12. O Porto dominou o evento, nas classificações por equipas, e a equipa da casa, Oficina Criativa, arrecadou o terceiro lugar da Geral, em ambos os torneios.
No Open Internacional, Jorge Barrento foi o melhor Pombalense, tendo obtido a 19ª posição em igualdade pontual com o 15.º classificado, Lucas Jordão, do Louriçal, mas com pior desempate. O pombalense obteve duas vitórias, dois empates e uma derrota, esta com um dos candidatos, o Mestre Internacional Adérito Pedro de Angola, afinal “jogar e organizar um torneio desta dimensão não é fácil”, garante Jorge Barrento, da organização.
A Secção de Xadrez Oficina Criativa – Fabrikarts, continua na senda da inovação e já pensa num novo projecto, com data marcada para 27 de Janeiro, com a realização de um Workshop de Xadrez, “Xadrez para Sádicos Psicopatas”. Esta iniciativa tem como objectivo ensinar a criar um reportório de aberturas na perspectiva das brancas e das pretas, xadrez agressivo e xadrez posicional. A formação está a cargo do Candidato a Mestre Paulo Fanha, que em 2015 foi vice-campeão da Europa Amador. Esta formação tem limite de inscrições, e as inscrições devem ser feitas através do correio electrónico, oficinacriativa.pbl@gmail.com, ou por telemóvel, 919 850 373.