Mais de duas dezenas de farmácias em situação difícil

0
312

No distrito de Leiria, 17,5 por cento das farmácias estão numa situação de crise económica, sem garantias de sobrevivência. Os dados foram divulgados no dia 11 deste mês pela Associação Nacional das Farmácias (ANF), através de um comunicado, que diz ainda que, a nível nacional, mais de um quinto das farmácias enfrenta processos de insolvência e de penhora.
Segundo a ANF, o problema agudizou-se em 2017, estando neste momento 630 farmácias, num universo de 2.943, em situação económica difícil, de acordo com o barómetro MOPE, do Centro de Estudos de Avaliação em Saúde (CEFAR). Em Leiria são 24 as farmácias em dificuldade, refere o comunicado.

“A economia portuguesa tem dado passos em frente, mas as farmácias continuam a viver num clima de crise e austeridade”, declara Paulo Cleto Duarte, presidente da ANF. “Apesar das dificuldades, os farmacêuticos e as suas equipas vão continuar a lutar para continuar a oferecer às populações mais isoladas acesso aos cuidados de saúde”, assegura o mesmo responsável.