Dispositivo com 200 voluntários auxilia peregrinos em Pombal

0
1262

O Sistema Municipal de Apoio aos Peregrinos, promovido pela Câmara de Pombal, está a ser constituído por cerca de duas centenas de voluntários de 22 entidades parceiras. Ontem, o presidente da Câmara, deslocou-se ao “epicentro” da operação, localizado na entrada Norte do concelho, junto ao Marco do Distrito, na freguesia da Redinha, para agradecer a colaboração de todos os envolvidos.
Em causa estão, para além das forças de segurança, os bombeiros, a Protecção Civil e as juntas de freguesias atravessadas pelo IC2/EN1, também a Cruz Vermelha, o Corpo Nacional de Escutas, Escuteiros de Portugal, Associação de Comandos, Liga dos Combatentes, Lions Clube, Sociedade de São Vicente de Paulo, Associação de Pensionistas, Reformados e Aposentados, Núcleo de Podologia da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, Movimento Mensagem de Fátima, Movimento para uma Civilização do Amor e a Infraestruturas de Portugal.
Diogo Mateus, que também preside à Associação Caminhos de Fátima, enalteceu a “boa articulação” entre todas as entidades parceiras para garantir “o melhor acompanhamento” de todos os peregrinos que, ao longo de cerca de 30 quilómetros, irão atravessar o concelho de Pombal. Especialmente, no aconselhamento para que os caminhantes optem por “percursos com melhores condições de segurança”. A intenção, segundo o autarca, passa por proporcionar que os peregrinos uma alternativa à “via perigosa” que é o itinerário complementar 2 (IC2/EN1). Uma missão onde, segundo Diogo Mateus, “todos são imprescindíveis”.
Por outro lado, o presidente da Câmara destacou a participação dos “cerca de 200 voluntários” no auxílio prestado nos 13 postos de apoio disponibilizados, na área do concelho, a todos os peregrinos: três postos de primeiros socorros, três zonas de descanso e de banhos, duas zonas de acomodação e apoio, e cinco zonas para carros de apoio aos peregrinos.
De acordo com o edil, irão pernoitar no município “mais de três mil peregrinos”, o que forçou à adaptação de alguns espaços na zona desportiva da cidade.

Partilhar
Artigo anterior“Minuto Beleza” com Stephanie João
Próximo artigoGuinness: Rodilha de seis metros quer ser a maior do mundo
Ingressou no jornalismo, em 1989, como colaborador no extinto “Pombal Oeste” que foi pioneiro na modernização tecnológica. Em 1992 foi convidado a integrar a redacção de “O Correio de Pombal”, onde permaneceu até 2001, quando suspendeu a profissão para ser Director de Comunicação e Marketing de um grupo empresarial de dimensão ibérica. Em 2005 regressou ao jornalismo, onde continua, até aos dias de hoje, a aprender. Ao longo destes (largos) anos de actividade, atestados pelo Carteira Profissional obtida em 1996, passou por vários jornais, uns de âmbito regional e outros nacional, onde se inclui o “Jornal de Notícias” e “Público”. Foi convidado a colaborar, de forma regular, com o “Pombal Jornal” onde se produz conteúdos das pessoas para as pessoas.