Comunidade doa “Almofadas do Coração” à Liga Portuguesa Contra o Cancro

0
394

Comunidade pombalense juntou-se num gesto de solidariedade para com as vítimas do cancro e já confeccionou mais 60 “almofadas do coração”, entregues ao Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

O projecto consiste na confecção de almofadas, com a forma de coração, que são entregues, gratuitamente, a vítimas de cancro da mama.

A Biblioteca Municipal de Pombal foi, a 10 de Novembro, o local escolhido para a cerimónia de entrega de várias dezenas de “Almofadas do Coração”, confeccionadas pela “comunidade pombalense” ao Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Durante o evento, que contou também com uma sessão de Terapia do Riso, conduzida por Aurélie Duarte, foram entregues ao núcleo regional “60 almofadas do coração, 166 saquinhos para os drenos e 22 bolsas de suporte a colostomizados”, revela Natália Martins, que dinamizou a iniciativa. Os artigos foram totalmente produzidos por vários elementos da comunidade, à qual se juntaram vários alunos da Escola Secundária de Pombal, que aceitaram o repto lançado pelas professoras.
Segundo a responsável pela iniciativa, “no total já foram entregues à Liga 790 almofadas do coração, 1107 saquinhos para os drenos e 150 bolsas de suporte a colostomizados”, produzidos por “vários grupos que se juntam para dar um bocadinho do seu tempo, do seu trabalho, e da sua dedicação, em prol desta causa”, da qual distinguiu “a senhora Maria de Jesus que confeccionou, atrevo-me a dizer, mais de 90 porcento” da totalidade das “almofadas do coração” entregues à Liga em Pombal.
De acordo com a fisioterapeuta Natália Martins, dinamizadora, trata-se de um projecto consiste “na confecção de uma almofada, com a forma de coração, que será depois entregue gratuitamente a vítimas de cancro da mama, para ser colocada debaixo do braço de quem acabou de ser submetida a cirurgia”. Aquela almofada, que cumpre alguns requisitos previamente definidos, tem como objectivo aliviar a dor do braço e do ombro, atenuar a dor da incisão cirúrgica e diminuir a tensão provocada no pós-operatório e pode também ser usada sob o cinto de segurança na condução para proteger contra eventuais danos.
Para as representantes do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, este “é um gesto de amor”, que a comunidade envia às vítimas de cancro, e revela que é “sempre muito bom ver como as comunidades se aliam a este projecto solidário da Liga, é muito bonito”, salientam.
Ana Cabral, vereadora do Município de Pombal, enalteceu o gesto dos pombalenses, que “aceitam os desafios que lhes são lançados com carinho” e mostram que são “realmente solidários e atentos”. A terminar a sessão, Natália Martins garante tratar-se de uma “comunidade trabalhadora que quer continuar a trabalhar”.